Matar os sofrimentos

34 0 0

Quantos espaços há entre você e aquilo que você ama?

A vida não cabe em um conceito ou um olhar. A vida não cabe, essa é a verdade.

Cada um de nós faz algo que não quer em algum momento. Cada um de nós diz sim quando queria dizer não em algum momento. Porque para cada um a vida tem um sabor, uma estrada, um Sol. Perder-se ou encontrar-se, na vida, quase não tem sentido porque tudo é mudança o tempo todo!

O que você quer e não tem? O que você sonha? O que você sonha e não sabe que sonha? O que você tem e não quer?

A tristeza faz parte da vida como o amor ou a alegria e não deve ser negada ou escondida. O que deve ser evitado é o sofrimento.

Sofrer é desconhecer a vida. Sofrer é acreditar que a vida cabe no agora.

A vida não cabe.

Matar os sofrimentos requer preencher esses espaços entre o que eu quero e não tenho, entre o que faço e o que gostaria de fazer, entre quem sou e quem gostaria de ser, entre o sonho e a ação.

Mata o sofrimento aquele que anda e recusa o título de vítima, porque entende que a vida não dá paradas. O sonho só se realiza no caminho. Quando realizado, ele morre.

São esses espaços entre você e aquilo que você ama que precisam ser preenchidos para que se mate os sofrimentos.

© Dan Porto

www.danporto.com

Viver e ajudar a ViverLeia esta história GRATUITAMENTE!