A minha roupa

23 0 0

A minha roupa não combina com o ambiente. A minha estampa não cabe no meio daquelas pessoas. A minha alma não sabe se portar dentro de gaiolas.

Eu não combino com o tom vigente nem com as cores das paredes. Os meus sapatos destoam totalmente do caminho que tenho seguido. Eu sou uma sobra nos lugares por onde passo e por onde ando com a cabeça erguida ou caída sobre o peito. Eu sou uma essência que não se manifesta, eu sobro em todo o lugar e não quero, talvez, entrar na forma que se multiplica pelos cantos.

Mas o que isso me custa não consigo mensurar. Às vezes custa abrir os olhos. Em outras custa mesmo olhar. E as flores dos jardins quando me veem não sabem quem eu sou.

Os meus olhos não conseguem enxergar esse mundo.

© Dan Porto

www.danporto.com

Viver e ajudar a ViverLeia esta história GRATUITAMENTE!