XXI

1.5K 213 34

Desculpem os erros e boa leitura ^^

Eu comecei a cantarolar baixinho enquanto observava as nuvens negras passarem rapidamente abaixo de nós, a pouca luz da lua minguante refletia contra a nave, com certeza deve ser algo bonito de se ver por fora.

_Que música é essa? - Ally perguntou de repente.

Dei de ombros - Não sei, me veio a mente agora, mas não lembro a letra só a melodia.

_Entendi - ela sorriu - É uma música bonita de qualquer jeito.

_É... definitivamente é - murmurei baixinho voltando a olhar pela janela, começando a viajar nos meus pensamentos.

Eu não fiquei tempo suficiente na Ordem para ver como seríamos ao mobilizarmos para uma possível guerra, e embora várias possibilidades tenha se passo pela minha cabeça, nunca imaginei que seria tipo os filmes antigos da Terra: que nos reuniríamos em um grande espaço e que quando os superiores chegassem iríamos prestar continência. Não igual aos exércitos da Terra com uma mão reta na cabeça, mas sim com o braço esquerdo fechado em punho atrás e o direito também fechado em punho em cima do coração, já que juramos proteger a todos com nossas vidas independente do que aconteça.

De todo jeito, fica uma imagem bonita de todos nós, parados desse jeito, olhando pro nada.

Agora, contamos com três Sentinelas no bunker: Rothen um homem que parece ter acabado de chegar aos seus quarenta anos, com cabelos brancos e barba por fazer, um sorriso amigável no rosto enquanto observava todos os aproximadamente cinquenta Guardiões parados esperando por ordens. Jacobs, um cara moreno, careca e gordo que já deve estar chegando aos seus cinquenta anos, diferente do primeiro ele estava com uma carranca no rosto, assim como Williams o terceiro Sentinela que estava no meio dos outros dois. Posso dizer que ele é um homem velho, mas ainda mantém uma boa forma provavelmente com incansáveis treinos na Ordem, ele tem os cabelos já brancos raspados estilo militar, a postura altiva parecia fazer ele maior do que realmente é, e a expressão fechada juntamente com seus frios olhos cinzas não deixam brechas para brincadeiras.

Acho que posso entender do porque de todo esse silêncio desde que os três entraram.

_À vontade, Guardiões - Jacob se pronunciou quando eles pararam em cima de um pequeno palanque que tem no refeitório, provavelmente feito para ocasiões assim.

_Reuni vocês aqui hoje, porque não podemos continuar parados enquanto o nosso inimigo continua a avançar e a conquistar tudo o que protegemos durante séculos! - Williams se pronunciou, sua voz grossa detonava a sua raiva para com eles e com surpresa vi muitos Guardiões a minha volta franzirem as sobrancelhas como se sentissem a sua raiva.

_Viemos observando o mundo lá fora desde que chegamos aqui - Rothen continuou, sua voz mais calma do que a de Williams - Estranhamente, os civis não parecem saber que algo aconteceu com a Ordem, os Lordes que não desapareceram, se trancaram no castelo e não saem de lá desde que sofremos o primeiro ataque. Aparentemente, está tudo normal, como se nada tivesse acontecido, o que nos fez pensar que ou os Lordes estão tentando resolver as coisas juntamente com os poucos Guardiões que protegem o castelo ou eles somente estão se escondendo e esperando para ver o que acontece, e sinceramente não quero acreditar na última opção - sua voz pareceu ficar mais triste a medida que falava, talvez ele tivesse em alta consideração alguém lá de cima - ou eles estão do lado deles, seja lá quem eles são, os ajudando.

_E é para descobrir isso que vamos enviar uma equipe para a Capital para recolherem o máximo de informações possíveis, para podermos decidir o próximo passo - Jacobs continuou - Alguém se voluntaria?

Guerreiros do AmanhecerWhere stories live. Discover now