Road Trip

305 16 0

-...Resumindo, minha irmã não fala mais comigo e minha mãe tá puta com isso – Dizia Joe, durante a última aula de educação física daquele ano, uma semana antes das provas finais.

Jake Willians e Dylan Jones não podiam acreditar no que Joe tinha contado.

-Caramba Joe... Dessa vez você pegou pesado – O loiro comentou – Pegar o namorado da sua irmã...

-Mas eles tinham terminado antes disso – Dylan falou.

-Por que eu obriguei ele a fazer isso – Explicou Joe – Disse que só aceitaria transar com ele se não tivesse mais nada com a minha irmã. Fala sério, depois dessa...

O tempo estava perfeito naquela manhã, com o céu azul sem nuvens e o sol brilhando forte. Os três amigos se encontravam próximos da quadra de vôlei, encostados numa parede branca. Jake mal podia acreditar que em breve iria se despedir da Colton High.

-O clima lá em casa está terrível – Joe continuou – Minha mãe briga comigo todos os dias. Já tentei pedir desculpas pra Maisie, mas ela simplesmente me ignora. E com razão. Eu não perdoaria se fosse comigo.

-Nunca imaginei que você fosse acabar pegando aquele menino – O skatista falava – Até por que, quem iria adivinhar que ele é gay? O que você fez foi errado, mas eu sei que as vezes a gente faz coisas sem pensar.

-Você falou com o Austin depois disso? – Jake perguntou.

-Não. Naquela tarde, eu mandei ele embora. Ele me mandou muitas mensagens depois, só que eu não respondi. Até bloqueei ele. Não deveria ter feito isso. Se pudesse voltar no tempo...

Uma explosão de gritos atraiu a atenção dos garotos de repente. O time de vôlei de Melissa tinha marcado um ponto no jogo e as garotas estavam comemorando animadamente. A ruiva estava ali, de uniforme, com o cabelo preso com uma faixa.

-Agora não adianta reclamar – Joe suspirou e cruzou os braços – Tô tentando esquecer essa história. Só quero pensar daqui pra frente, no futuro. Ano que vem vou fazer meu intercâmbio...

Dylan colocou a mão direita no ombro do moreno e disse:

-Vai dar tudo certo, não se preocupe. Lembre-se de que estamos aqui com você, sempre.

-Isso aí – Jake confirmou, sorridente.

Isso deixou Joe um pouco melhor.

-Valeu, vocês são demais – Ele respondeu.

Nesse momento, James Allison passou a poucos metros de onde eles estavam. Os três olharam para James, mas o rapaz passou depressa, sem olhar para os lados. O que chamava atenção era o grande hematoma que Allison tinha no rosto, uma grande mancha vermelha em uma das bochechas. Boatos diziam que James havia se metido numa briga, mas Fred dissera a verdade pra eles.

-Eu estou com pena do James – Dylan falou.

-Nunca pensei que você fosse dizer isso um dia... – Respondeu Jake.

-Nem eu. Mas se o que o Fred nos disse for verdade...

-É verdade. Por que ele mentiria?

Fred havia dito pra eles que o pai de James descobrira sobre a sexualidade do filho. James havia recebido diversos socos no rosto, mas pelo o que Fred contou, ele não revidou nem por um momento. Quando já tinha recebido a surra, James ligou para Fred chorando e contou tudo.

"Parecia um garotinho de dez anos", Frederic disse pra eles "Eu já tinha decidido que não queria mais nada com o James e que não me envolveria mais na vida dele. Só que ele estava chorando e eu não tive coragem de desligar o telefone. Escutei tudo o que ele tinha pra falar e disse que não poderia ajudá-lo".

A Vida de Jake (Romance Gay)Leia esta história GRATUITAMENTE!