Capítulo: Part 22

2 0 0

  Quando fui à escola no outro dia eu não poderia está mais feliz, porque eu realizei um sonho da minha vida que era conhecer o Daniel, parece que estava vivendo um sonho, que não queria acordar de jeito nenhum.

  Tirando as partes que parecem que veio de um pesadelo, que seria com toda essa suspeita do meu pai sobre o Daniel, ainda incluindo aquela tentativa de assassinato. Mas quando aconteceu uma coisa ruim uma coisa maravilhosa aconteceu em seguida.

  Era uma coisa tão inacreditável, nem se eu fosse amiga de mim Mesma seria uma coisa que eu provavelmente nunca iria acreditar, por sorte tive outras duas amigas como testemunhas, que podem comprovar que isso realmente aconteceu.

  Era uma energia tão grande que não conseguia me controlar, não é uma coisa que dar para controlar esse nível de felicidade, então sem me importa muito, comecei a fazer uma dancinha. Parecia que estava escutando uma musica.

  - Pelo visto – Disse o Roberto.

  Imediatamente paro de dança, não acredito que eu fiz isso, preferia mil vezes que muitos desconhecidos virem isso, do um conhecido meu ver isso, pelo fato da vergonha ser muito grande, então paro e olho para ele.

  - Não se incomode comigo pode continuar dançando – Disse o Roberto.

  - Muito engraçado.

  - Você não faz ideia.

  - O que você faz aqui na escola?

  - Vim para estudar?!

  - Eu não acredito nisso.

  - Ok, eu vim saber o que vocês acharam de ontem?

  - Bem, você só pode adivinhar pela minha dança.

  - Está falando dessa.

  Ele fica fazendo uma dança ridícula, mas uma coisa que era difícil de encarar que essa era a dança que eu estava fazendo naquele momento, queria que tivesse uma terra por perto para poder enfiar a minha cabeça.

  - Sim, essa dança – Fiquei olhando de lado.

  - Fico feliz que tenha gostado – Ele parou de dançar.

  - Vamos comer alguma coisa estou com forme?

  - Certo.

  - Ei onde está a sua irmã?

  - Ela está fazendo uma coisa por aí.

  - Certo.

  Enquanto ele está andando o celular dele caiu no chão, peguei-o fiquei querendo devolver, mas queria ver se ele tem alguma foto com o Daniel, como em algum momento embaraçoso, então fiquei mexendo nas fotos dele.

  Mas o que vi, tirou toda alegria que estava sentindo naquele momento, era uma foto dele, a Roberta e o Wagner, o tal assassino que tentou me matar, tenho certeza agora que eles se conheciam, me sinto traída.

  Ainda tinha que entregar o celular dele, então voltei para a tela principal, só que eu queria entregar para ele, mas com a raiva que estava do Roberto naquela hora, ao invés de entregar o celular eu iria encher ele de porrada.

  Então estava tentando engolir toda minha raiva que estava sentindo naquele momento. Então fui em direção ao Roberto, fiquei cutucando o ombro dele, para chamar a atenção dele, quando na verdade o que eu queria fazer era dá um soco nele.

  - O que foi? – Disse o Roberto.

  - Está aqui o celular.

  - O que foi que aconteceu?

Segredos sinistroLeia esta história GRATUITAMENTE!