CAPÍTULO 2

117 7 0


CAPÍTULO 2

          Sobre o crime que tínhamos presenciado... Pouco foi falado, tudo que sabíamos era que foi cometido durante a madrugada e o criminoso ainda era desconhecido. Para ser mais preciso, a polícia não conseguia ligar nenhuma pessoa ao caso. Se não fosse pelo fato do corpo estar em um estado crítico, era possível dizer que foi suicídio.

          Na escola, logo surgiram boatos e ideias a respeito do que poderia ter acontecido, alguns dizem que foi algum serial killer que apareceu na cidade, enquanto que outros estavam em completo pânico, graças ao fato da vítima ter sido um dos alunos da Yanatsu.


          Kyle.

          Esse era o nome dele, se não me engano. Era um aluno do terceiro ano do qual eu nunca ouvi falar antes, dizem que era um esportista que se preparava para ingressar em um clube de futebol quando terminasse o ano letivo. Era também popular entre as garotas, estranhamente até mesmo a Harumi o conhecia, "ele era simpático, e se você quiser minha opinião com mulher, eu diria que ele era bonito também", foi o que ela disse enquanto conversávamos sobre o incidente quando voltamos para casa.

          Vindo de alguém como ela, que sempre foi indiferente em relação à maioria das outras pessoas, era algo para se surpreender. Ela tentou argumentar dizendo: "nada demais, nós nos encontrávamos algumas vezes durantes os eventos que participo", mas já era tarde para impedir as brincadeiras do Hideo.

          Porém, depois de uma longa sexta-feira de "acontecimentos", o final de semana tinha finalmente chegado. Sendo assim, agora nós estávamos indo em direção a uma loja de roupas femininas, uma daquelas bem caras e chiques que você sente seu dinheiro indo embora só de olhar pela vitrine.

          — Você pode escolher o que quiser, Liss, não precisa ficar com vergonha. — Harumi disse enquanto puxava a pobre garota pelo braço.

          Como ela prometeu ontem, viemos aqui hoje comprar roupas para a Liss.

          Nesse "pequeno" passeio durante à tarde, nós já havíamos ido a mais de sete lojas, variando entre CDs de música a cosméticos, e até mesmo eletrônicos. Sendo que todos foram comprados apenas pela Harumi.

          Depois de toda essa caminhada pelo shopping, finalmente tínhamos chegado ao objetivo original, que era comprar roupas, já que realmente era um incômodo andar com a Liss vestindo algo claramente rasgado.

          — Hum... M-Mestre? O que eu escolho?

          — Eu não tenho muita certeza... E também não sei se posso confiar na Haru para escolher as coisas...

          — Quem você pensa que eu sou? Harumi Ehrlich é um prodígio quando se trata de moda, em breve você vai ver minha marca por todo lugar! — disse ela enquanto fazia uma pose séria.

          — Eu já tive aulas de artes com você... Não dá para chamar aquilo de prodígio.

          — Desenhar não tem nada a ver com moda! — Ela cruzou os braços sobre o peito, parecendo irritada com o que havia dito. — Mas deixando isso de lado... Vamos, Lisszinha.

          Ignorando o modo ridículo como ela chamou a Liss, eu saí em direção à praça que ficava no centro. Tudo que precisava no momento era encontrar um banco para poder me sentar e deixar as sacolas da Harumi de lado.

          Como se uma aura divina rodeasse o local que tinha acabado de surgir na minha visão, eu fui me aproximando de um banco que estava em frente a uma estátua que parecia ter sido um chafariz algum tempo atrás.

KaiiLeia esta história GRATUITAMENTE!