›» Capítulo 26 «‹

567 57 51

OLÁ! Olha só quem voltou com tudo?? Quer dizer, eu espero que tenha voltado, hahaha Bem, enfim, as desculpas são as mesmas e vocês já sabem. Não posto desde Outubro, mas estava meio péssima e desmotivada. Esse ano fui para o terceiro ano do Ensino Médio, ou seja, estudar, estudar e estudar, e talvez vocês estejam se perguntando "ah, mas aí que ela vai abandonar a história mesmo, não é?". NÃO!! Nunca abandonaria. Mesmo eu estando longe, pensava cada detalhe (e já sei até mesmo o desfecho desse querido livro). A questão é que ano passado eu não tinha organização. Esse ano, como eu irei estudar muito, coloquei algumas metas por mês e vou seguir isso, como ler determinados livros por mês, escrever tantos capítulos e assim vai.

Espero que tenha alguém lendo essa história ainda, eu confio que tenha, hahaha Como o Ben vive falando: eu tenho esperança, ou talvez eu seja só uma trouxa que quer se enganar.

Bem, é isso e espero que curtam o capítulo!!!

---------------------------------------------------

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.

---------------------------------------------------

— Todos os dias quando acordo eu me pergunto que merda estou fazendo com a minha própria vida — o David diz jogando uma bola no teto. — É sério, cara.

— Não exagera, cara — rebato. Pego meu celular e entro no Instagram. Anteontem, após o show, postei um pequeno vídeo que a Andrea tinha gravado e postei. Foi bom, pois meus seguidores cresceram de uma maneira que me surpreendeu, o que pode acarretar a muitos show por aí, nem que seja em restaurantes ou algo do tipo. Já é um ótimo começo para mim, um cara que nem terminou o Ensino Médio. Na verdade é bom tanto para mim quanto para o Theo, agora Christopher e Charles estão almejando mais além de uma forma mais rápida, mas como eles são mais velhos que eu, posso compreender seus pontos. Aquele cara que veio com um papo estranho não sai da minha cabeça, e se for o que estou pensando, vai ser um começo muito forte para nós, uma banda que está "supostamente" preparada com integrantes que nem imaginariam que isso fosse dar certo. Bem, pelo menos ele deu esperança.

— Se liga, você não sabe o que é acordar todos os dias com uma voz infernal falando sobre neném, neném e mais neném. Você sabe que a minha meta era ser chamado para jogar basquete e ganhar minha vida nisso.

— Realmente. Da mesma forma, você sabe que isso não te impede, né? Não é só porque você vai ser pai que precisa largar os estudos e se perder na vida — digo.

David parece pensar um pouco. Ele continua jogando a bola no teto e eu mexendo no celular, respondendo algumas perguntas que umas meninas fizeram. "Você tem namorada?", "gosta de loiras?" ou "quando tocarão uma música de vocês?".

Praticamente tenho, mas não diretamente.

Não.

Em breve.

— Vejo você aí com sua fama de 5 minutos e me pergunto: se fosse você quem tivesse feito essa merda? Cara, você deixaria de fazer um show para socorrer a sua garota que está com algum problema de enjoo? Ou enfrentaria aquele pai dela?

Além do MarWhere stories live. Discover now