O gato e a pomba

101 8 0

Capturada, a pomba fica entre o gato e o muro. O gato brinca com ela: tapa para cá, bote para lá, não tem a intenção de matá-la, mas não há quem diga isso à pomba.

Entre o muro e o céu, do outro lado, a pomba faz menção de voar para o muro, o que permite que o gato a ataque a cada tentativa de voo até que eu intervenha a fim de salvá-la.

O gato é o problema da pomba e a única maneira de pelo menos tentar se livrar dele seria dar-lhe a face, mesmo correndo o risco de outro ataque, abrir as asas, ficar maior e tentar voar na direção contrária ao muro. Mas a pomba, aflita e ansiosa, procurava o muro e debateria ali até a morte caso alguém não intervisse e a salvasse.

Problemas só são resolvidos quando deixamos de dar as costas a eles e o enfrentamos de frente e de olhos abertos.

© Dan Porto, 2014

www.danporto.com

Viver e ajudar a ViverLeia esta história GRATUITAMENTE!