Halloween

286 15 0

Jake Willians nunca tinha ido em uma festa de Halloween, embora sempre tivesse vontade. O mês de outubro estava praticamente no fim, mas alguns dias antes do dia 31, durante o intervalo, Jake e os amigos estavam conversando animadamente no pátio da Colton High. Eles já tinham terminado de comer o almoço, mas mesmo assim permaneceram naquela mesa por algum tempo, esperando o sinal tocar. Era uma manhã bastante agradável e uma chuva fraquinha caia lá fora.

Fred Miller aproximou-se deles e sentou-se ao lado de Melissa. Parecia ter se recuperado do término com James Allison.

-Oi gente – Disse o garoto – Desculpa interromper, mas preciso falar uma coisa com vocês.

-Fala aí – Respondeu Dylan.

-Eu e o meu irmão vamos fazer uma festa de Halloween lá em casa no dia 31. Estão a fim de ir?

A ideia deixou todos eles animados.

-Eu vou sim, com certeza – Disse Jake.

-Eu também – Confirmou Joe.

-Também – Falou Dylan.

-Eu não tenho certeza, mas acho que vou – A ruiva dissera.

-Dylan, diz pro seu irmão que ele também está convidado – Disse Fred – Vai ser durante a noite lá na nossa casa. Ah, vocês precisam ir caracterizados. Quem não estiver fantasiado, não entra.

Isso fez com que eles ficassem ainda mais animados para a festa. Quando voltaram para a sala de aula alguns minutos depois, não falaram de outra coisa.

-Você já foi a uma festa de Halloween antes Jake? – Melissa perguntou ao amigo.

-Não, nunca. Mas sempre tive vontade. Já tem ideia do que pretendem usar?

-Não – Admitiu Joe – Mas quero que seja muito legal.

-Eu acho que vou fazer uma maquiagem macabra – O skatista disse – O filho de um amigo do meu pai faz essas coisas. Uma vez ele pintou o rosto do Kevin e ele ficou assustador.

-Se eu realmente for pra essa festa – Melissa dizia, com um ar de dúvida – Talvez eu pegue emprestado alguma fantasia da minha prima. Ela adora festas de Halloween e tem muitas coisas interessantes na casa dela.

A conversa só terminou quando o professor chamou a atenção deles.

Mais tarde, quando as aulas terminaram, o grupo de amigos ficou conversando por um tempo na calçada em frente à escola, mas a chuva voltou a cair, então eles se despediram e foram pra casa. Jake tinha virado cliente fiel daquela sorveteria que abriu perto da sua casa, pois sempre passava lá e comprava algum sabor junto com Dylan. Mas naquela tarde ele não fez isso. Não conseguia parar de pensar na festa de Halloween dos Miller.

-Estou de volta – Jake anunciou quando entrou em casa. Tinha ficado um pouco molhado por causa dos chuviscos.

A mãe e o pai estavam na sala de estar, discutindo em voz alta. Nem sequer prestaram atenção na chegada do filho.

É raro meus pais brigarem, pensou Jake. Quero dizer, quase nunca vejo eles levantando a voz um para o outro...

O adolescente subiu para o quarto silenciosamente, deixando aqueles adultos brigando na sala.

Assim que entrou no quarto, Jake jogou a mochila no chão, tirou o tênis, as meias e o casaco, e sentou-se na cama cansado, fazendo a madeira soltar um sonoro "crec". O espelho na porta do armário mostrou o reflexo de um garoto de dezessete anos, loiro, magro, de cabelos curtos e úmidos. Jake olhou para ele, seriamente, perguntando-se quando tinha crescido tanto.

A Vida de Jake (Romance Gay)Leia esta história GRATUITAMENTE!