Família

216 14 0

-Ele é muito lindo mesmo! – Disse Jake de repente.

O skatista virou o rosto e lançou um olhar sério para o namorado.

-Acha ele bonito Jake? – Perguntou Dylan.

-Desculpe... Mas é que... Ah, é verdade vai.

-Eu sei, eu sei. Estou só brincando.

Joe tinha acabado pegar o celular e mostrado pra eles uma foto do namoradinho da irmã. Era um garoto de treze anos, com cabelos escuros e olhos profundamente azuis, com traços finos e um sorriso bonito. Tanto Jake, como Dylan, concordaram que ele era muito bonito.

-Como é o nome dele? – Perguntou o loiro.

-Austin. Ontem a minha irmã levou ele lá em casa pra conhecer a gente. É ainda mais lindo pessoalmente.

A aula era de educação física. O dia estava ensolarado e os três amigos usavam camisas cinzentas, shorts pretos e tênis. O menor dos shorts era o de Joe, fazendo com o que o garoto exibisse suas pernas pálidas e magras. Dylan tinha um pouco mais de músculos nas pernas por causa do skate, mas também era magro. E Jake adquirira recentemente uma penugem nas pernas, mas era tão loiro que nem dava pra notar.

Estavam próximos da quadra de vôlei, onde Melissa treinava com as outras garotas. Sem dúvida alguma, a ruiva era a melhor de todas. Jake virou-se para olhá-la, bem a tempo de vê-la batendo com força na bola e marcando um incrível ponto para sua equipe.

-Eu seria um irmão muito ruim se dissesse que gostei dele? – Joe perguntou, referindo-se ao namorado de Maisie – Tipo, gostei demais.

-Sim – Jake e Dylan responderam ao mesmo tempo.

-De qualquer forma, minha mãe também gostou dele. Ela morria de medo da Maisie namorar um delinquente, mas ela aprovou esse menino. Espero que ele venha muito para a nossa casa...

-Joe...

-Eu conversei com o Austin, ele é legal. Não tem problema nenhum em nós sermos amigos não é?

-O problema é você querer ser mais do que um amigo.

-Mesmo se eu quisesse, nunca iria rolar entre a gente. Ele tá com a minha irmã né?

Como se isso fosse te impedir, pensou Jake.

Nenhum deles notou a aproximação do professor de Educação Física. Quando perceberam, ele já estava parado atrás deles, com os braços cruzados.

-O que vocês três estão fazendo aqui parados? – Perguntou o homem – Tratem de procurar alguma atividade pra fazer. Agora.

Eles concordaram e se afastaram. Acabaram optando por tênis de mesa, como geralmente faziam.

-Ontem o meu pai e o Kevin discutiram de novo – Dylan estava dizendo. O trio tinha se aproximado da mesa de ping pong e observava dois garotos mais velhos fazendo uma partida frenética – As coisas estão difíceis lá em casa.

-O que foi dessa vez?

-O mesmo de sempre. Agora o meu pai fica pegando no pé do Kevin para ele ir procurar emprego. E também não esquece o lance do carro. Sinceramente, eu já estou cansado disso. Mas o pior é que o Kevin provoca... Eu digo pra ele ficar calado, mas ele fica respondendo o meu pai. Aí os dois ficam se xingando por muito tempo.

Após a vitória de um dos garotos no tênis, Isaac Miller pegou a raquete e começou a disputar com o vencedor. Não muito longe dali, Liza Owen estava caminhando junto com um grupo de amigas. Passaram por eles sem dar nenhuma atenção.

A Vida de Jake (Romance Gay)Leia esta história GRATUITAMENTE!