Capítulo 33 - Dia perfeito

8.9K 1.1K 387
                                              

Não tenho palavras para agradecer a Deus por todas as bênçãos que Ele tem me concedido. Embora não tendo recuperado suas memórias, Benjamin está agindo como se lembrasse de tudo o que vivemos juntos. Ontem fomos ao shopping, assistimos um filme com Sarah, tomamos sorvete e levamos nossa menina para brincar no parque. É incrível como nossa felicidade é abundante.
Benjamin está sendo tão carinhoso e tão amável quanto antes. Nossa noite foi marcada por muito amor. Era como se todas as suas lembranças estivessem ali. Se não tivesse perdido meu filho, poderia jurar que não sofremos nenhum acidente, afinal, Ben está sendo ele.

Benjamin puxa-me para si e deposita beijos em minha face. Involuntariamente, sorrio, embora meus olhos ainda estejam fechados. Posso apostar que meu marido também está sorrindo.

— Bom dia, meu amor. — sussurra em meu ouvido.

— Bom dia, amor... — abro os olhos, encarando o céu azul que seu olhar é.

— Dormiu bem? — suas sobrancelhas se erguem.

— Melhor impossível.

— Vamos nos arrumar? Temos que arrumar a Sarah, ainda.

— É... você tem razão, é melhor nos vestirmos.

Levantamos e nos arrumamos. Agradecemos a Deus e vou arrumar Sarah. Coloquei um vestido lindo na minha princesa. A cada dia, ela está mais bela. Seu sorriso ilumina meu mundo.

— Bom dia. — cumprimento os empregados.

— Bom dia, sra. Katherine. O sr. Benjamin está de bom humor, não é? — Jeff brinca.

— Muito bom humor, Jeff. Meu Ben voltou. — comento animada.

— O sr. Benjamin recuperou a memória? — indaga Amelia, tirando sua atenção das panelas.

— Não... mas é o meu Ben que está aqui. Eu sinto! Já podem servir o café. Por favor.

— Pode deixar, querida. — Olga assente, com um sorriso no rosto.

Volto para a sala de jantar e sento-me ao lado de Ben. Sarah está muito animada com a apresentação do dia dos pais.

— Estou muito feliz. — nossa menina sorri abertamente.

— Nós também, filha. — pego-a em meus braçis.

— Eu pedi para o Papai do céu para vir morar com vocês de novo, mamãe.

— E Ele atendeu o seu pedido, Sarah. Vamos ficar juntos, meu amor. — Ben afaga seus cabelos.

— Eu gostei de ter ido no parque ontem. Vamos hoje de novo? Vamos?

— Vamos, filha. Se estiver tudo bem para sua mãe. — Ben olha-me.

— Claro. Vou amar passar o dia ao lado das pessoas que mais amo no mundo.

— Eu também. — meu marido pisca pra mim.

— Bom dia. — Olga entra na sala de jantar com um bolo de cenoura em mãos. O cheiro está maravilhoso. — Fiz esse bolo de boas vindas para você, Sarinha.

— Obrigada, tia Olga. Vou querer um pedaço bem grande. — Sarah ri.

Agradecemos pelo alimento e tomamos nosso café em família. Depois de prontos, seguimos para a escola da Sarah, onde ocorrerá a apresentação para os pais. Chegando no local, ela segura a minha mão e a mão de Ben. Adentramos a escola de mãos dadas, com sorrisos largos em nossos rostos, como a família que Deus quer que sejamos.

— Bom dia. — o diretor da escola cumprimenta-nos.

— Bom dia, diretor. — Sarah aperta sua mão.

Contrato de Amor: Memórias - Livro 2Onde as histórias ganham vida. Descobre agora