O Aniversário

274 16 0


A manobra que Dylan fizera foi tão perfeita que Jake e os outros aplaudiram e gritaram. Era uma tarde de sol forte, sem nuvens e de temperatura elevada. Os garotos estavam todos reunidos naquela pracinha, vivendo bons momentos em pleno mês de julho. As férias escolares tinham finalmente chegado e era bom dar uma pausa nos estudos, mesmo que seja por pouquíssimo tempo. Jake pretendia aproveitar suas férias ao máximo, já que depois disso viria o último semestre da escola.

Ele estava sentado em um banco ao lado de Joe. O moreno tinha conhecido a pouco tempo Noah e o grupinho dele. Estavam todos ali, juntos, sentados em locais diferentes. A praça tinha se enchido com o som de suas vozes e risadas.

-O Dylan é um skatista tão bom – Joe comentou.

O moreno estava de camiseta azul, com alças tão finas e largas que era possível ver seus mamilos. A bermuda era bege e o tênis branco, com meias listradas curtíssimas. Embaixo do sol, Joseph ficava com a pele pálida meio rosada. Jake sempre se perguntava como uma pessoa poderia ter sobrancelhas tão perfeitas.

-Ele é o melhor – Essa foi sua resposta. Adorava ver o namorado andando de skate, principalmente em situações como aquela.

Dylan estava fazendo manobras de skate naquela pista logo a frente, que parecia uma piscina sem água. Vestia uma calça jeans azul apertada, um tênis preto e nada mais. Jake sentiu um pouco de ciúmes de ver o namorado sem camisa, mas a visão era tão boa que simplesmente continuou observando-o, sentado naquele banco. Junto com Dylan estava Noah, andando de skate também.

Após algum tempo, Dylan saiu da pista e parou o skate sob os pés. Estava suado, os cabelos castanhos e curtos úmidos, colados a testa. A calça jeans dele tinha caído um pouco, mostrando o começo de sua cueca vermelha com bordas brancas. E aquele abdômen magrinho...

E é todo meu, Jake pensou.

-Foi foda – Dylan disse para Noah quando este parou do seu lado – Mas acho que poderia ter sido melhor.

-Você faz coisas que eu não consigo Dylan. É um skatista melhor do que eu.

-Eu sempre fui né?

Noah deu um soco no ombro de Dylan, mas só de brincadeira. Jake estava feliz que eles tinham reatado a amizade.

O skatista caminhou até o banco onde Jake e Joe estavam e se sentou ao lado do namorado.

-Eai – Ele falou – Caralho, como está fazendo calor hoje.

-É verdade – Jake concordou. E ver você assim, suadinho, me deixa com mais calor ainda. Vamos logo pra casa.

-Tá cansado Dylan? – Perguntou Joe.

-Não. Ainda quero continuar. Só dei uma pausa.

Dylan entrelaçou os dedos e colocou as mãos juntas em cima da cabeça, dando um profundo suspiro. As axilas dele tinham alguns poucos pelos escuros e o suor escorria por suas bochechas.

-Ei Dylan, você lembra daquela vez que você caiu ali, perto daquela árvore? – Perguntou Noah de repente.

-Claro que eu lembro. Doeu pra caralho, eu até chorei.

-Sim, eu lembro. E você ficou chamando pelo seu irmão.

-Isso faz muito tempo.

-Eu tenho uma boa memória.

-Aê? Então você se lembra daquela vez que aquele cachorro te perseguiu? Você veio correndo até onde eu estava e se escondeu atrás das minhas costas.

A Vida de Jake (Romance Gay)Leia esta história GRATUITAMENTE!