Capítulo 1

9.2K 860 857
                                              

    평면적인 너와 나의 관계

    
     Um ano depois...

     - Madame, já decidiu que roupa irá usar na festa de hoje? - pergunta Anne pela milésima vez.

     - Já decidi sim, Anne - respondo já ficando estressada.

     Gosto bastante da Anne, mas essa sua mania de perfeição me dá nos nervos.

     - Não quero parecer chata, madame. Só estou fazendo o meu trabalho - ela abaixa a cabeça.

     Fecho o livro que estava em minhas mãos e fico em pé, na sua frente.

     - Está tudo bem, Anne. Só estou um pouco estressada hoje - sorrio simpática.

     - A senhora pode me mostrar o vestido que escolheu?

     - Bem - me aproximo dos três vestidos, mandados do ateliê, que estão na minha cama -, eu gostei bastante deste aqui - aponto para o vestido vermelho, que tem uma fenda na lateral direita e é tomara que caia.

     - Ousado, madame - Anne comenta.

     Sei que ela soltou esse comentário sem querer. Deve estar se repreendendo mentalmente agora.

     - Você sabe que eu gosto desse jeito - respondo calmamente sendo irônica e pisco para ela.

     - Garanto que ele estará em perfeita ordem para hoje à noite.

     - Obrigada, Anne.

     - A propósito, o Sr. White estava procurando pela senhora mais cedo.

     - Ele deve estar no escritório - comento.

     - Sim, senhora.

     - Vou vê-lo agora, pode ficar à vontade Anne - digo isso pois, por algum motivo, Anne não gosta de ficar no meu quarto sozinha. Acho que ela sente como se estivesse invadindo o espaço, ou algo do tipo.

     Desço as escadas e no caminho do escritório de Dorian encontro alguns empregados apressados e ocupados com os seus afazeres. Não sei de muitos detalhes, o que posso adiantar é que mais uma vez, meu marido, vai dar uma festa, com direito a vários empresários do seu ramo como convidados.

     Já que Dorian não me conta nada sobre os negócios da sua empresa, fiquei sabendo disso por conta dos empregados, que parecem saber mais sobre a vida dele do que a própria esposa.

     Ouvi alguns empregados falando que essa festa será dada para impressionar um novo investidor de uma empresa sul-coreana. Só sei que o tal carinha é um verdadeiro magnata e sua primeira empresa, que surgiu na Coréia do Sul, já possui filiais espalhadas por todo o mundo. Infelizmente, não sei o nome do investidor, então não posso me adiantar fazendo pesquisas sobre quem virá a minha casa.

     Chego na porta do escritório de Dorian e bato na porta, de leve. Giro a maçaneta e entro no cômodo.

     - Queria me ver? - pergunto, totalmente desinteressada.

     Pensei que depois de alguns meses do nosso casamento seríamos pelo menos amigáveis e respeitosos um com o outro, mas eu estava errada. Estávamos indo muito bem, até que algo muito ruim e eu descobri que o Dorian é um cara sem escrúpulos que gosta de usar as pessoas para satisfação própria. Nos primeiros meses de convivência, tentei de todas as formas estabelecer uma relação confortável e feliz entre nós. Mas não deu certo, ele só falava comigo quando precisava, do contrário, era puro silêncio. Até que um dia desisti de vez, agora a nossa relação é a de nenhum contato.

Lady Luck | BaekhyunOnde as histórias ganham vida. Descobre agora