Capítulo 41

51.8K 2.9K 455

Mad.

Eu- Bom, teve sim um problema com o Nicholas mas não vem ao caso agora. Eu vim aqui pra saber a respeito do pai do Nicholas. Acha que seria muito incômodo eu perguntar?

Ela me encarava. Abaixou a cabeça e começou a falar.

Pérola- Quando eu conheci o pai do Nicholas, eu tinha 23 anos. Já era independente e sabia o que fazer da minha vida, Joe tinha uns 27. Me encantou com seu jeito doce e carismático, a gente começou a namorar e até que um dia eu me entreguei a ele. Foi uma das melhores noites da minha vida, logo depois eu descobri que estava grávida do Nicholas. Ele me apoiou e até sugeriu de morar juntos, mas eu falei que ia pensar, depois de alguns meses eu descobri que ele era casado. A mulher dele descobriu da minha gravidez e me perseguiu por alguns dias, sempre me ameaçando e mandando eu me separar do seu marido. Mas eu fui teimosa e resolvi não dar ouvidos à ela, eu e Joe continuamos juntos até o meu 7 mês de gestação, foi quando ele descobriu que ela já sabia do nosso filho. Ela nos ameaçou e proibiu de Joe me ver, aquilo foi horrível, eu ficava tentando entender o porquê de ela ser uma pessoa tão ruim e de estar fazendo aquilo se ela não o amava! Não queria nos ver juntos de modo algum, mesmo assim Joe conseguia me ver escondido. Quando estava com 9 meses e Nicholas preste a nascer, ela descobriu e me mandou escondido de Joe e a força para uma clínica, lá eu tive meu bebé e nunca mais o vi. Quer dizer achei que nunca mais o veria! Mas estava errada, depois de 7 anos presa e ela me vigiando, ela deixou escapar que deixou Nicholas com a avó, mãe de Joe. Depois de algumas semanas, quando ela estava distraída eu consegui fugir e chegar até a casa da mãe do Joe, onde já sabia o endereço. Mas ela mandou me buscarem, ela se passava por minha irmã e assim tinha todo o poder sobre mim! Felizmente depois de 5 anos, ela teve que fazer uma viagem e como não havia ninguém me vigiando consegui fugir novamente, peguei Nicholas na casa da avó sem mesmo ele saber quem eu erá, mesmo com 12 anos ele era tão frágil. Consegui cuidar dele como sempre desejei, não lhe faltava nada a não ser um pai. Depois de um tempo recebi a notícia de que havia um testamento que deixava pra mim a empresa dos meus pais, e com isso consegui ter condições melhores a mim mesma! Desde então não ouvi mais sobre Joe, queria muito o reencontrar mas Nicholas tem muita raiva dele, desde os 16 anos. E por isso o Nicholas é o que é hoje, uma pessoa que mágoa as outras, fere os sentimentos de muitos. Acho que ser pai pode mudar isso, você pode mudar isso! Tenta conversar com ele.. Por mim!

Eu- Pérola eu sinto muito! Nicholas tem muita raiva mesmo, talvez eu consiga fazer a cabeça dele. Assim como você mudou a minha opinião sobre ele. Muito obrigada por ter me falado a sua história com o pai do Nicholas, espero que não tenha tomado seu tempo.

Pérola- Não, imagina! Você não quer comer alguma coisa, tomar algo? Aliás essa baby aí precisa de uma boa alimentação.- Diz passando a mão na minha barriga.

Eu- Não obrigada! Eu acabei de tomar um café enquanto vinha pra cá. Ela está muito bem de saúde, graças a deus.

Pérola- Fico muito feliz! Mad, eu esqueci de te pedi desculpas pelo o que o Nicholas te fez passar. Eu sinto muito mesmo.

Eu- Tudo bem, acho que eu tive uma parte de culpa nessa história.

Pérola- Como assim?

Eu- Acho que se eu e o Nicholas não tivéssemos brigado ele não teria saído tanto e muito menos sido preso.

Pérola- Que isso Mad! Ele é difícil de conviver mesmo, Nicholas gosta de ir em festas e quase sempre arruma confusão. Essa não foi a primeira vez que ele foi preso.

Eu- NÃO?- Pergunto assusta.

Pérola- Não, na outra vez ele foi preso por excesso de velocidade. Eu estava viajando e tive que vir correndo de volta pra cá, pra pode solta-lo. Mas pode ficar tranquila que ele não vai mais fazer isso! Eu já conversei com ele e pus umas histórias na cabeça dele. Falei pra ele pensar mais em você, na filha de vocês! Nem pedi pra ele pensar em você, ele já faz isso todos os dias.

Eu- Deve ser impressão sua!

Pérola- Pode ter certeza que não! Toda vez que ele fala de você, os olhos dele brilham, ele só fala seu nome sorrindo, e as vezes fica no mundo da lua quando falamos de você! Ele está muito apaixonado por você.

Eu- O Nicholas apaixonado? Acho que isso não seria possível!- Digo rindo.

Pérola- Sim, ele nunca agiu desse modo quando falamos de você. Nem com nenhuma outra garota. Dê uma chance a ele! Tenho certeza que não vai se arrepender.

Eu- Vou pensar, não quero me ferir novamente.

Pérola- Pergunta se ele gosta de você! Se ele ficar com vergonha, sem palavras ou gaguejar pode ter certeza que ele tá apaixonado por você. Caso ao contrário, ele está começando a gostar de você. Isso é evidente!

Eu- Tudo bem, talvez eu pergunte se tomar coragem. Bom eu vou indo, já tomei muito tempo da sua manhã.

Pérola- Não tenha vergonha de perguntar Madson! Acho melhor, o Nicholas deve estar preocupado.

Me despedi de Pérola e segui pra casa.

{...}

Cheguei e Nicholas tava com um short, uma blusa simples, todo descabelado e descalço.

Nicholas- Onde você tava? Eu pensei que tinha sido raptada.

Eu- Calma eu só fui na sua mãe.- Digo rindo, me deito no sofá e ele se senta perto dos meus pés.

Nicholas- E o que você foi fazer lá?

Eu- Conversar.

Nicholas- Eu tô carente hoje.- Diz se deitando do meu lado e com a cabeça acima da minha barriga.

Eu- Que folga é essa aqui querido?

Nicholas- Eu já disse, estou carente. Ou você quer que eu vá procurar algumas das minha peguetes?

Eu- Fica aqui.- Digo o segurando.

Nicholas- Ciumenta!

Eu- Eu não sou ciumenta.- Ele me encara.- Talvez um pouco.

Nicholas- Faz cafuné! E sobre o que você e minha mãe conversaram?

Eu- Sabe ela me disse uma coisa que estou na dúvida...

Nicholas- O que?

Eu- Ela disse que você está apaixonado por mim. Isso é verdade?

Continua...

Apenas Uma Aposta - 1°e 2° TemporadaLeia esta história GRATUITAMENTE!