notívago

502 86 6

No primeiro momento, você era luz. Um pequeno feixe, adentrando timidamente pela janela de um quarto vazio. Meus olhos, cansados, não quiseram aceitar que já era dia, mas eu não podia fazer nada. Fez-se luz, e era hora de acordar.

E eu acordei. Então, você era sombra. Um lugar de repouso num dia quente, escaldante. E em você eu descansei enquanto era refrescante - e ninguém era capaz de me fazer sentir vulnerável.

De repente, você era escuridão. E já era tarde. Eu fechei os meus olhos, e me pus para dormir.

Eu, NósLeia esta história GRATUITAMENTE!