Cap-38

3.9K 204 7

4 de 5. acabando!! 😯😱

Marina
Os gêmeos estão chegando! Ai meu Deus, isso dói demais!

Eu chego no hospital e a doutora Quézia está me esperando, ainda BM que ligaram pra ela!

--Parece que eles não querem esperar nosso calendário não é?!-- falou sorrindo e eu retribuo, mas logo a dor volta e eu solto um grito abafado.

--Bom, vamos pro quarto-- eu sentei num cadeira de rodas e me lavaram pra um quarto e Miguel sempre ao meu lado mais nervoso que eu pra falar alguma coisa, era até engraçado vê-lo assim.

--Bom, Marina vamos esperar mais um pouco porque você ainda não tem dilatação suficiente-- ela falou depois de me examinar

--Ah, mas isso dói muito.

--Só uns minutos e eu já volto-- ela fala e sai.

Fiquei lá deitada e segurando firme a mão do Miguel que só ficava me olhando

--Fala alguma coisa Miguel, seu silêncio tá me irritando

--É que eu tô nervoso demais! Eu não sei o que fazer!-- falou me olhando um tempo

--Mas fala qualquer coisa, qualquer besteira me deixaria mais calma

--Tá bom, mas eu não tenho a mínima ideia do que te falar

--Conte mais uma de suas histórias sobre quando os meninos nascerem

--Tá vamos lá...-- ele começa a contar e eu só sei rir de tudo que ele fala.

Depois de uns dez minutos, muita dor e mais histórias a doutora chega

--Bom, vamos ver como está ai-- ela falou e me examinou

--Bom já tem dilatação suficiente

--Graças a Deus! Eu não aguento mais de dor

--Vamos antes que eles não aguentem mais aí dentro-- ela falou e uns enfermeiros me trocaram de maca e me levaram pra sala de parto. Miguel estava do meu lado e eu apertava sua mão mostrando nervosismo.

Entramos na sala e depois de me ajeiratem lá eu comecei a fazer força pra os bebês saírem

--Ai ai ai, não dá, me da uma anestesia por favor, isso dói muito

--Faz mais um pouco de força eles já estão vindo

--Ta aaaaaaaaaaaah-- eu apertei os olhos e mão do Miguel e senti ele tomar um susto

--Saiu um, continue assim que o outro bebê sai

--Tá deixa só eu respirar

Depois eu fiz mais força e nada, repirei mais um pouco e fiz mais força e senti o bebê saindo.

Finalmente consegui relaxar e ver Miguel com lágrimas nos olhos segurando os dois no colo e depois me entregou e beijou minga testa

--Te amo-- falou, mas eu estava emocionada demais pra dizer alguma coisa.

Olhando agora meus filhos aqui vejo que tod dor que senti valeu a pena, todo enjôo, toda alteração nos hormônios e tudo que passei, valeu a pena só por vê-los agora nos meus braços tão lindos. 

Depois me levaram pro quarto onde estava quando cheguei e meus bebês foram passar pelo processo de exames e dentro de poucos minutos estariam aqui. Eu estava ansiosa para vê-los de novo, mas também estava muito cansada e acabei pegando no sono.

Acordei com a enfermeira e Miguel entrando com os bebês.

--Aqui mamãe, eu vou ajudá-la a amamentar-- ela falou w colocou um dos meninos em meu colo e me guiou até eu pegar o jeito

--Bom já que já sabe como é eu vou sair-- falou e saiu

--Olha como ele é pequeno Miguel-- falei passando a mão em seu cabelo

--Eu tenho medo de derrubar-- ele falou assustado olhando pro Bento que está em seu colo

--Lembra que esse aqui é o Bernardo e o que está com você é o Bento

--Será que vamos confundir muito?-- perguntou preocupado

--Claro que não

--Mas eles são idênticos-- falou e se sentou ao meu lado, trocamos de bebês

--Verdade, mas o Bento tem uma pintinha no queixo e Bernardo tem uma na maçã do rosto, olha-- falei e apontei os lugares

--É verdade-- falou analisando os rostinhos deles















Continua...

Mais um fresquinho pra vcs e até o próximo !! 😘😘💕

Casamento Forçado Leia esta história GRATUITAMENTE!