☀68☀

14.7K 2.2K 4.9K

Deem suporte à fanfic, votem e comentem. Boa leitura!



- Você acha que estou apresentável? - perguntava Jimin, enquanto nós caminhávamos até o metrô.

Ele estava simplesmente arrasador. Usava uma calça preta colada, suas botas, e por baixo do casaco bege, uma camisa preta de gola alta.

Gola alta porque eu acabei deixando marcas em seu pescoço.

Não há como Park Jimin ficar feio.

- Acho que você não arrumou o cabelo direito - lhe disse, apenas brincando. - E a roupa não está combinando muito...

Senti um tapa ardido em meu braço assim que disse aquilo.

- Eu sei que estou perfeito - ele sorriu, mas então desmanchou o sorriso. - Não estou?

Ele precisou parar em frente à uma vitrine para se olhar no reflexo, checando o cabelo e as roupas que vestia.

- Esse casaco me deixa gordo - disse Jimin, testando se ficava melhor sem ele.

- Para com isso - o fiz vestir o casaco de novo. - Você está deslumbrante.

O puxei pelos ombros e o beijei, ali mesmo, aproveitando que não havia alguém por perto. Seus lábios eram sempre tão gostosos de beijar, e sua respiração contra a minha era relaxante, o modo como ele tentava não sorrir entre o beijo era a coisa mais encantadora que eu conhecia.

Mas havia algo diferente em sua boca. Um gosto diferente da habitual mistura de bala de tutti-frutti e enxaguante bucal.

Ele estava usando brilho labial.

- Você passou gloss? - perguntei, tocando seus lábios com a ponta dos dedos.

Somente na luz eu pude ver direito, e era linda a visão.

- Ficou ruim? - ele pareceu um pouco inseguro.

- Está lindo - sorri após ver seu sorriso bonito. - Mas eu vou ter que tirá-lo de você.

- Como? - ele se encostou na parede, sorrindo daquele jeitinho de quem sabe exatamente como pegar um cara.

- Com minha boca - lhe disse e voltei a beijá-lo.

Por mim eu ficaria horas apenas fazendo aquilo, com as mãos de Jimin acariciando minhas costas enquanto eu segurava seu rosto macio. Mas tínhamos que ir para a casa do Jin.

- Vamos perder o trem - disse, puxando-o para continuarmos o caminho.

Nós pegamos o bonde e nos sentamos em bancos de dois. E como de costume, Jimin encostou a cabeça em meu ombro e pousou as pernas em cima minhas coxas. Como uma criancinha.

Estávamos em silêncio, mas não era porque não tinhamos assunto, a verdade é que era bom apenas ficar abraçado e calado. Era confortável e relaxante.

- Está vendo aquela garota? - Jimin apontou, muito discretamente, para uma jovem sentada uns bancos à frente.

Ela usava um sobre-tudo realmente longo, e por baixo podíamos ver que ela usava uma plataforma altíssima, e meias arrastão. A maquiagem era forte sobre um rosto delicado, e ela parecia pequena demais para o penteado que usava. Ela parecia triste.

Tão bonita e tão triste.

- Ela é garota de programa - Jimin disse, com a voz baixinha, meio melancólico.

- Você a conhece? - perguntei.

- Não - ele sorriu tristinho. - Mas eu sei que é.

Ela parecia ser nova, mas fraca. Não havia um traço sequer de felicidade em seu rosto.

Sunboy {jikook}Leia esta história GRATUITAMENTE!