10. Moreno, alto de olhos verdes!

170 34 6

Eduardo de alguma forma estava atraido por mim. Ele me beijoupor com tanta vontade e... Desejo...

Enquanto Fred menosprezava, Eduardo constante elogiava. Eu gostava de quanto estava perto do Eduardo. Por mais que fosse errado... Eu havia gostado. Eu me senti bem e Fred jamais saberia, não há como ele saber.

Ninguém mais além de nós saberia. Claro, Deus também sabia, Ele tinha visto e com certeza não estava feliz. Será que Deus ao menos me entendia? Será que sabia das minhas necessidades?

_ Adriana!? A voz do Eduardo.

Droga! Como será que ele está? Será que ele está chateado? Por que ele veio atrás de mim???

_ Eu sei que você está aí Dri, abre a porta! Por favor... Eu... Estou preocupado com você.

Respirei fundo e abri a porta.

_ Bom dia. Disse sem olhar pra ele.

_ Bom dia. Como você está?

_ Bem... Estou realmente bem. Eu acho.

_ Ótimo. O que aconteceu com você ontem?

_ Eu sou casada! Disse o óbvio.

_ E!?

_ E!? Mulheres casadas não ficam se pegando com colegas de trabalho em quartos de hotel. Isso é errado! Falei irritada.

_ Foi só um beijo! Não é como se dormissemos juntos. Disse com um sorriso de lado.

_ Não vamos dormir juntos Eduardo. Nunca! Não espere por isso! Não sei nem porque te beijei, isso não deveria acontecer... Disse apesar de querer muito beija-lo.

_ Tudo bem...

_ Então, por que veio aqui!?

_ Eu fiquei preocupado. Você saiu correndo, chorando... Não sabia nem o que fazer, passei a noite pensando em você...

_ Olha podemos apagar o dia de ontem?

_ Você não gostou? Se arrependeu?

_ Não posso dizer que não gostei. Resolvi ser sincera. _ O que fizemos foi errado. E...

_ Tecnicamente você não traiu seu marido, vocês estão brigados, se for por isso que está assim... Ele se levantou e veio na minha direção.

_ Ainda estamos casados Eduardo!

_ Ele não vai ficar sabendo, ninguém precisa saber! Ele estava tão perto que seu perfume invadiu minhas narinas, estava difícil de pensar.

_ Eu... Desviei os olhos para seu peito._ Não sei, não acho que isso vá dar certo. E... Não! Não mesmo! Isso está errado.

_ Eu sei que ele está deixando faltar alguma coisa, você não é esse tipo de mulher, eu entendo. Eu estou mesmo afim de você. Eu posso te dar o que falta nele. Você é mulher linda, merece isso, . Ninguém vai saber. Não vamos contar a ninguém. Eduardo colocou a mão na minha nuca,e fazendo olhar pra ele. _Vou te beijar de novo.

...

Eduardo era um homem alto, um noventa, corpo definido, olhos verdes, não sei ao certo a idade dele mas imagino que ele esteja entre vinte sete e trinta anos.

Um mulherengo de fama inabalável. O risco que eu corria era me apaixonar por ele... Ninguém precisava saber, era um segredo meu é dele. Eu me sentia bonita quando estava com ele, foi uma turbinada na minha alto estima, uma massagem no meu ego. Era o que precisava.

Um acordo silencioso de satisfação mútua e sigilo. Tudo que precisava era tomar cuidado e não me apaixonar.

......................

Espero que esteja gostando. Vote e comente sua opinião. O que acha que pode acontecer com Adriana?

Em segredo.Leia esta história GRATUITAMENTE!