- Apresentação -

587 81 60

Eu sempre quis escrever sobre bruxas

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.

Eu sempre quis escrever sobre bruxas.

Não aquele tipo cheio de verruga que come criancinhas no café da manhã, tampouco o polido mundo de Rowling onde bruxos frequentam boas escolas e possuem um Ministério. 

Não é que essas coisas não sejam legais, elas são. Mas eu queria falar sobre bruxas de verdade, sobre as parteiras/rezadeiras/curandeiras que só queriam mesmo levar uma vida agradável, ajudar a sociedade e tomar uma cervejinha de vez em quando. Terry Pratchett, um finado autor inglês que sabia muito sobre o mundo, tinha uma visão parecida com essa. Ele criou várias das minhas bruxas favoritas, e sacramentou minha concepção sobre o que faz uma pessoa ter o direito de se denominar uma Bruxa com B maiúsculo. 

Mais do que isso, eu queria escrever sobre uma bruxa em específico. Uma de carne e osso que tentasse viver nos dias de hoje, pegando ônibus e assistindo Stranger Things no Netflix como todo mundo. 

Assim nasceu Mamãe Vai Comer Meu Fígado, projeto que estou tentando levar à cabo durante o NaNoWriMo 2016. Se tudo der certo (oremos), a história de Celestina Hypatia começará a ser postada a partir dos primeiros dias de dezembro.

Muito desta história é uma homenagem a Pratchett, que também me abriu as portas para uma abordagem inteiramente nova: as obras de fantasia bem humoradas. O príncipe encantado ainda pode matar o dragão, claro, mas não seria tudo muito mais engraçado se ele sofresse de asma e pisasse em cocô de cavalo?  

Mamãe Vai Comer Meu Fígado é ligeiramente mais curta do que Dons de Inari e posteriormente será disponibilizada em uma versão mais completa e bonitona lá no blog (para quem não sabe, comando o The Bookworm Scientist, um blog literário meio metido a escritor). A capa também é provisória: Primeiro porque não possuo os direitos autorais da imagem (beijo de gratidão para m0thart.deviantart.com), e segundo porque minha habilidade como designer de capa é isso aí que cê tá vendo mesmo... 

Enfim, seria maravilhoso poder contar com você neste projeto, comentando suas impressões e apontando meus possíveis e prováveis erros. Vem comigo,  segura na minha mão e pula de cabeça nessa história: eu prometo que tem bruxas, samambaias, técnicos de tv a cabo, fígado, cachorro, álcool, furgão, bandido, um mini Goku,e um tiquinho de romance porque ninguém é de ferro.

Confia. Vem.  :)

  :)

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.


Mamãe Vai Comer Meu FígadoLeia esta história GRATUITAMENTE!