Exercícios #13 - Saia do conforto #3

557 71 8





Vivemos num momento em que todo mundo tem opinião para tudo. Pessoas que nunca estudaram/leram/acompanharam questões sociais, políticos e econômicas ignoram a complexidade desses temas e substituem bons argumentos por "gritos" furiosos.

Só que num mar de gritos, ninguém escuta nada além da sua voz. Concordamos com que tem opiniões similares e nos afastamos dos que pensam diferente. A polaridade nas últimas eleições é bum bom exemplo disso, e acontece da mesma forma aqui e no resto do mundo.

Contudo, um escritor precisa estar acima de culpes e gritos. Ele não deve ser óbvio nem simplista nem em temas polêmicos como racismo. A mensagem deve ser diluída nas ações dos personagens e o leitor deve concordar (ou discordar quando essa for a intenção) não através da lógica, mas da empatia.

E o exercício de hoje é sobre isso! Escolha um tema que você não aceita nem ouvir que alguém discorde de você. Quanto mais polêmico, melhor. Quanto maior for a sua raiva, melhor. E se você desprezar pessoas só porque pensam diferente, perfeito.

Pronto! Agora que você achou o assunto que você vai escrever, escreva uma cena quebrando os seus próprios argumentos.

Provavelmente você vai precisar pesquisar sobre esse assunto mais a fundo. É difícil, não é agradável, mas é necessário. Nem todos os seus personagens serão politicamente corretos. Sobretudo os vilões e os protagonistas. O tempo de personagens simplistas e educativos acabou décadas atrás.


OBS.: Se ao ler a cena você não se convenceu que existe outra opinião além da sua nesse assunto, rescreva. Quantas vezes for necessário.


***

A participação de vocês é imensamente importante! Peço que usem os comentários para críticas, perguntas, opiniões e sugestões de temas. Se gostarem, não deixem de votar e adicionar à sua lista de leitura para não perder os próximos capítulos.


GUIA do Escritor de FicçãoOnde as histórias ganham vida. Descobre agora