Mentir e Omitir.

986 102 73

           Minha semana tinha sido horrível , resumida só a trabalhos e a faculdade. E logo no final de semana quando eu deveria estar curtindo com  o  Henrique , o Alberto resolveu dar as caras. Veio na minha casa ontem e eu tive que dar um perdido no Henri falando que ia sair com um parente.
    Agora novamente em pleno domingo o Alberto está aqui tentando me convencer de que o que houve em nosso passado foi apenas um erro dele e que ele nunca perdeu o interesse em mim. Apenas precisou de um tempo pra digerir o sentimento. Que cara de pau ! E pra piorar ,ainda ameaçou ligar pra minha mãe e dizer que eu não queria recebê -ló , e eu tenho certeza que foi ela quem deu meu endereço a ele.
    - Alberto eu estou focada apenas nos estudos. - Disse lembrando das possíveis opções de desculpa que Ju me deu. Essa foi a melhor levando em conta que as outras eram dizer que virei lesbica , que quero morrer virgem , ou que quando terminar a faculdade vou pra um convento.
    - Duvido. Você sempre gostou de mim. Lembro quando nos beijamos e você ficou toda encantada. - Ele fala tocando em meu braço e me puxando pra mais perto.
   -Éramos jovens e inexperientes.- Eu afirmo.
    - Melhor ainda, hoje temos a experiência que faltava.- Sinto sua boca se aproximando aos poucos. Ele não vai me beijar. Eu vou gritar , fazer alguma coisa mas esse beijo não vai acontecer.
     No mesmo instante eu vejo a maçaneta da porta girar e vejo um Henrique com o olhar cheio de suspeitas entrar. Ele para no meio da sala e fica nos observando extremamente sério ,até que resolve abrir a boca.
    -Estou atrapalhando alguma coisa ?- No momento que Henrique diz isso eu puxo meu braço que Alberto está segurando e caminho até ele.
    -Oi Henri.-Tento parecer normal mesmo sentindo a tensão que se intensifica no ár.-Você nunca atrapalha . Senta ai. O Alberto já está indo embora né ?-Olho pro Alberto quase suplicando pra que ele saia dali.

    -Eu estou ,mas depois eu volto pra acertarmos aquela nossa questão.-Ele caminha até mim dá um beijo em minha bochecha e se retira. Henrique levanta a sobrancelha como quem busca explicações , e eu apenas sorrio. Será que o belo músico está com ciúmes de mim? Se for, tenho que agradecer nem que seja um pouquinho ao Beto por essa cena que ele ocasionou. Mesmo eu detestando o Alberto, ficaria feliz se o Henri sentisse ciúmes de mim. Sinal que ele me quer.

    -Senti saudades.-Digo me sentando no sofá ao lado do Henrique. Eu não sei exatamente o que rola entre a gente mas eu adoro isso ,e sinto falta dele praticamente a todos instantes.- O que fez nos últimos dias ?-

    -Faculdade, casa e relatórios da gravadora .Quem é esse cara hein Mabi ?-Ele pergunta como eu já imaginava que faria. E agora droga o que respondo ?

     -É o meu primo Alberto ele é afim da Júlia, ai ele fica me implorando pra que eu à convença a ficar com ele. -Eu sou uma péssima mentirosa, já sinto meu murinho de mentiras desmoronando aos poucos.
    - Ele parecia estar tentando te beijar. Estavam próximos e... -Eu não o deixo falar e o interrompo.
   - Impressão sua. Ele é vidrado na Jú.- Deus me perdoe por mentir tanto. Faço um presse silenciosa.
    - O parente de ontem era ele?- Henrique para com tanta pergunta!
    - Não ,era uma tia . Ela ja foi embora pra Fazenda.- Eu sou uma pessoa horrível , penso.
    - Júlia não quer ficar com ele ?-Henrique indaga.
    -Não, ela até se escondeu pra não vê-lo. Você soube que Vítor levou Júlia pra jantar?-Tento desviar o foco dos assuntos.
    -Soube por cima.- Ele comenta. De repente Júlia saí do quarto vestida apenas com um short e um blusão e olha pra nós dois incrédulos .
    -Ué eu sai quem estava aqui era o... -Henrique a interrompe.
    -Não precisa mas se esconder ,ele já foi. -Henrique olha com um sorriso solidário pra Júlia.
    -Me esconder ?-Júlia pergunta sem entender nada.
    -É se esconder do Alberto ,aquele meu primo que é tremendamente afim de você. Henrique chegou aqui e ele estava me perguntando onde você estava .- Falo olhando diretamente pra Júlia suplicando pra que ela entenda que estou em maus lençóis . Eu não podia dizer ao Henrique que tinha desmarcado com ele pra sair com o Alberto, e nem podia dizer que Alberto era minha ex-paixão .
     -Há o Alberto o mala chiclete , hum sei.- Júlia confirma. Tem coisa melhor do que amiga que entende seus olhares e sua linguagem silenciosa ? Amiga boa é amiga que confirma mentira. Te amo amiga . Dou um sorriso disfarçado.

Ao som das batidas do seu coração .Leia esta história GRATUITAMENTE!