Movido pelo ressentimento.

993 105 53

         Que dias foram esses meu Deus ? Minha quinta e sexta feira quase não tiveram fim. Passei os dois dias inteiros na faculdade indo em casa mesmo só pra me alimentar e dormir míseras horas de sono .  Não tive tempo pra tomar uma cervejinha com os meninos e  nem sair com a Mabi , troquei poucas mensagens com  ela na quinta,  falando nisso marquei com ela hoje a noite.   

    - Ô seu fresco você vai ou não jogar?-Pergunta Bernardo batendo forte na porta do meu quarto.-Tinha esquecido completamente do nosso jogo matinal de dia de sábado. 

   -Tô indo .-Respondo levantando da cama, e checando a hora no relógio , já são oito da manhã,acho que dormi demais.

   Troquei de roupa, me escovei , e desci pra tomar café da manhã, Bernardo e Vítor estavam sentados a mesa junto com meus pais e minha irmã.

    -Acho que a desculpa de me acordar era apenas pra virem comer aqui.- Digo querendo provoca-lós.

    -Fazer o quê se as tapiocas com queijo da Tia Lívia são as melhores !-Diz Bernardo se empantufando.

- É muita vontade de ser sobrinho da Tia Lívia né Bernardo ?- Cutuca Vítor.

  -Bernardo já é meu sobrinho, mesmo que seja só de consideração- Responde mamãe mandando um beijinho pra ele.

- Qual o planos dos garotões hoje ?-Pergunta Papai.

-Vamos jogar .- Explico a ele.

 -Filho qualquer dia eu vou acompanhar vocês, pra vocês verem como é que faz.-

-Vamos mesmo tio Jorge vai ser divertido.-Completa Vítor.

-Olha o papai querendo ser atleta.- Diz Fernanda querendo entrar na conversa. - A propósito se quiserem uma líder de torcida  eu posso acompanha-lós. -Ela remexe os cabelos.

- Fê, lá no campo só tem marmanjo. Não vamos deixar você ir pra lá. Aqueles caras  vão ficar te olhando.  - Comenta Bernardo , e eu apoio totalmente isso.  De uns tempos pra cá , o  Bernardo tem sido tão super protetor com a minha irmã , acho que é porque ele vê ela como uma irmã também, se bem que na quinta quando ele bebeu, ele mencionou umas coisas suspeitas, há mais deve ser efeito do álcool.

 - Você se importa que os caras me vejam dançando Bernardo?- Fernanda questiona-o e lança um olhar perverso em direção a ele , e eu fico meio sem entender, e tão ansioso pela resposta quanto minha própria irmã. Mais infelizmente Vítor interrompe a conversa e começa a nos apressar.

     -Melhor irmos, o Society já abriu se demorarmos mais vamos perder o primeiro jogo. 

    Eu não sei porque mais notei Bernardo lançar um suspiro de alivio pra Vítor , esses dois safados estão me escondendo algo, e eu vou descobrir o que é.

    Passamos a manhã toda jogando no clube , sai de lá banhado de suor e com o corpo dolorido, fazia uma semana que eu não malhava será que minha coordenação motora já estava ficando lenta ? Preciso voltar aos bons hábitos.

    - Bora lá no All tomar uma ?-Chama Vítor.

   -Vamos.- Concordo.  E seguimos os três, juntos,  um mais extrapolado que o outro. Ao chegar lá  ocupamos uma mesa no lado de fora do bar , e quem nos atende é Júlia.

    -Ué hoje não é seu dia de folga ? -Pergunto quando ela chega pra atender os pedidos.

    -É sim, mas eu quis ganhar um extra. E outra, é chato ficar em casa sozinha .- Ela me responde.

    -E pra onde a Mabi foi ? - Pergunto. Porque mesmo, eu estou perguntando isso ? Mabi não me deve satisfações.

   -Mabi foi pra um congresso sobre lesões em ossos.  E eu não queria ficar sozinha. Então vou trabalhar até meio dia que é a hora que ela chega. O que vocês vão querer mesmo ?-

Ao som das batidas do seu coração .Leia esta história GRATUITAMENTE!