40

12.5K 1.7K 3.7K


— Está desenhando? — Perguntei enquanto via ele fazer o desenho de um perfeito pássaro em um papel.

As vezes eu gostava de fazer essas perguntas óbvias só para o irritar.

— Jungkook não está cego — Continuou desenhando.

— Aish — Sentei na cama ao seu lado e puxei o saquinho que ganhamos no algodão doce — Vamos ver o que tem aqui?

Ele olhou pra minha e abriu um sorriso.

— Siiiim — Não tardou em guardar todas as folhas, lapiseiras e lápis de cor.

Sentou ao meu lado e então eu dei um cheiro no seu pescoço e um beijo na sua bochecha. Ele vestia um moletom branco com detalhes azul bebê e meias.

Peguei o saquinho e tirei o pequeno lacinho que amarrava e então abri, dentro tinha um anel engraçado do Mike Wazowski .

— Olha — Apontou — É aquele personagem do filmes que assistimos.

— Ele mesmo — Olhei o anel direito.

— Sim, Jungkook dormiu na metade do filme.

Ri me lembrando desse dia e então peguei sua mão colocando o anel no seu mindinho que era o único que dava nos seus dedos gordinhos.

— Taehyung vai querer roubar o anel de Jimin — Ficou triste quando lembrou que o Taehyung gosta desse personagem.

— Eu não vou deixar — Dei um selinho nele e peguei sua mão — Mas não custa nada fazer inveja a ele.

Peguei o celular colocando na câmera e então pedi pra que ele erguesse a mão pra que eu tirasse a foto.

Mensagem com Tae:

Eu: chora

Tae: *0* JIMINNIE EU QUERO


Tae: *0* JIMINNIE EU QUERO.

— Ele disse que quer — Mostrei a mensagem.

— Não Jungkook — Ficou chateado — Jungkook disse que não ia deixar.

Ele abraçou a própria mão como se assim fosse defendê-la e eu gargalhei.

— E não vou — Dei outro beijo nele — Preciso ir para escola.

— Jungkook já comeu? — Perguntou preocupado.

— Sim, Omma.

— Jimin não é sua Omma, Jimin é seu namoradinho.

— Meu namoradinho — Imitei sua voz e ri — Tenho que ir mesmo, fique quietinho hein?

Me despedi dele e sai do quarto, desci as escadas e encontrei Hani limpando a sala.

— Noona — Chamei — Fique de olho nele, okay?

Ela concordou e então eu sai de casa e entrei no carro, o motorista deu carona novamente para os meninos e então nos levou para a escola.
                           

                                ¥

— Eu quero o anel do Mike Wazowski  — Taehyung choramingou enquanto apoiava sua cabeça no ombro de Yoongi.

— Comprarei um pra você, okay? — Yoongi pediu — Só por favor fique quieto.

Depois de saber que ganharia um voltou a ficar normal.

— Vocês estão sabendo da festa? — Hoseok perguntou e em seguida tomou um pouco do seu suco.

— Que festa? — Seokjin abandonou seu livro de lado e finalmente deu atenção a conversa.

— A equipe de Taekwondo da nossa escola ganhou o torneio e está em primeiro lugar — Namjoon informou — E agora eles vão dar uma festa.

— Isso e vai ser a fantasia — Hoseok pulou animado — E como Sungjoo é um dos mais ricos da equipe ofereceu sua humilde mansão.

— Você vai Jungkook? — Yoongi perguntou.

— An... Eu não sei — Cocei a nuca — Você sabe quem é da esquipe também...

— Sabemos — Namjoon bufou — Seu namoradinho doente.

— Ex... — Corrigi.

— Aquele cara te persegue, não sei como você não ligou para a polícia ainda.

— Eu não posso...

— Tanto faz — Yoongi revirou os olhos.

Eu não estava querendo falar sobre isso agora e todos animados e falando ao mesmo tempo estava me causado dores de cabeça.

Avisei que iria andar pelo pátio e eles concordaram, me levantei e deixei o material ali mesmo com eles e então sai.

Coloquei as mãos no bolso e caminhei devagar pelos corredores gigantes da escola, todos eles estavam falando sobre a tal festa e parecia que somente eu não estava sabendo.

Peguei um caminho diferente e fui para a quadra esportiva, dei graças a Deus quando vi que a mesma estava vazia. Sentei e coloquei meus fones e aproveitei pra deitar na arquibancada e fechar os olhos por alguns minutos.

A música tocava e eu me sentia relaxado, mas fui totalmente tirado da paz com um soco forte em meu estômago.

O celular caiu no chão e o fone foi junto, grunhi alto enquanto colocava a mão na barriga e tentava ver quem havia feito isso. Mas foi impossível abrir os olhos enquanto recebia um chute nas costas e um outro soco na maçã do meu rosto.

Meu coração estava acelerado e eu não estava conseguindo entender nada do que estava acontecendo.

— Que porra vocês est.... — Levei outro soco fazendo minha cabeça ir pra trás.

Senti sangue descer pelos meus lábios e até mesmo dentro da boca. Com muita dificuldade consegui me levantar enquanto sabe lá quem não parava de me surrar.

Alguém segurou meus braços pra trás e uma outra pessoa voltava a socar meu estômago e eu já podia sentir o vômito na garganta.

O garoto que segurava meus braços me soltou no chão e o outro foi para o seu lado.

Deitei  gemendo de dor e passei a mão pela minha barriga que doía feito o inferno.

O mais alto deles puxou um papel do bolso do casaco preto e jogou em cima do meu peito  e depois saíram.

Depois de algumas dificuldades me levantei e peguei o celular que tinha caído no chão, tossi mais um pouco e arrumei minha roupa. Encarei o papel amassado jogado no chão e me perguntei se era pra eu ler mesmo.

Peguei o papel e então abri vendo a caligrafia que eu tanto conhecia.

"Eu te falei que você ia se arrepender.

Te amo Saran'ah <3. "

Robotic Dream ↪ Ji KookLeia esta história GRATUITAMENTE!