capítulo 3

12 3 0

Ele fechou os olhos pela última vez

Carla: Posso? Ela disse chorando.

Louise: Tem certeza? Você não precisa fazer isso se não quiser!

Carla: é meu marido, devo isso a ele!

Louise: Tudo bem! Entreguei a faca á ela._ Clara vamos dar uma volta?

Clara: Não quero sair de perto dele!

Carla: Vá com ela querida, por favor! Ela disse de cabeça baixa.

Sai dali com Clara e andei um pouco, tirando eles do nosso campo de visão.

Clara: Todos nós vamos morrer! Ela disse friamente.

Louise: Não, vai ficar tudo bem, a ciência vai achar uma cura pra tudo isso, não fique com medo!

Clara: vamos morrer como ele! Ela disse de cabeça baixa.

Louise: Não, vou proteger você e sua mãe, vamos ficar bem! Puxei ela pra um abraço.

Clara: Promete? Ela disse encostando a cabeça no meu ombro

Louise: prometo baixinha!

Olhei para o céu, que estava nublado, não demoraria muito para chover.

Louise: Vamos voltar!

Quando chegamos, Bruno estava cavando um buraco para enterrar Cláudio, Carla estava chorando ao lado dele, e Letícia olhava com uma cara triste.
Fui ajudá-lo a terminar de cavar o buraco.

Bruno: Ele me salvou Louise, aquele zumbi ia me morder, mas ele entrou na frente! Ele disse com os olhos cheios de lágrimas. _ foi minha culpa.

Louise: Não, não foi sua culpa, aconteceu Bruno, infelizmente aconteceu. Eu disse abraçando ele.

Leticia: Vai chover é melhor a gente se apressar! Disse vindo na nossa direção.

Louise: verdade, Vamos enterrar ele, e Sair daqui.

Foi oque fizemos, terminamos de cavar e enterramos ele, infelizmente eu teria que me acostumar com perder pessoas, eu sei isso é horrível, mas é a realidade do momento.
Bruno dirigiu em direção a uma cidadezinha pequena, ia chover forte, nos tinhamos que parar. Achamos uma pequena casa.

Louise: Acho que devemos ficar aqui, pois vai chover e a gasolina está acabando.

Bruno: mas e se tiver zumbis la dentro.

Letícia: Acho arriscado.

Louise: não temos alternativa.

Carla: Louise está certa, vamos ser espertos, se continuarmos podemos acabar na Estrada sem gasolina. Ela disse com voz de choro.

Louise: Certo, vamos entrar, eu e o Bruno entramos e verificamos o local, vcs ficam aqui.

Leticia: vou entrar também!

Louise: Você fica e cuida delas!

Letícia: Não, eu vou entrar.

Louise: Você fica, siga o nosso ritmo. Disse irritada

Leticia: Bruno? Você vai deixar ela mandar.

Bruno: Desculpa gatinha, foi esse o acordo.

Leticia: Tudo bem! Ela disse revirando os olhos.

Entramos na casa e olhamos todos os cômodos, estava seguro, as pessoas que moravam ali deviam ter ido embora, pois as coisas estavam reviradas. Em um dos quartos tinha uma caixa de primeiros socorros, isso poderia ser útil.
Fui até lá fora e chamei para que elas entrassem.
 
Clara: aqui é seguro Louise?

Mortos ou vivos?Leia esta história GRATUITAMENTE!