Capítulo 47

2K 171 12

Depois de ter ganhado meus bebês praticamente na hora do casamento. "seria trágico se não fosse cômico". Não desistimos, tem aquele ditado, não é? 'Água mole, pedra dura, tanto bate até que fura.' Alexandre e eu resolvemos remarcar a data do nosso casamento. Iremos nos casar amanhã e até achei melhor, Lucca e a Lisa já estão com seis meses e já estão durinhos para colocarmos uma roupinha mega fofinha neles.

—Bom dia, meu bem!

Ele me olhou.

—Bom dia amor!!_Me deu um selinho.

—Será que os pirralhos, já acordaram?

—Isa, Sophia, Alicia e Lisa sim! Mas os gêmeos e o Lucca não!

Ele passava a mão vagarosamente no cabelo para o desalinhar.

—Esses homens são todos preguiçosos!

Me levantei, minha blusa estava encharcada. Ser mãe tem dessas coisas, durma sem absorvente de seios, acredite no seu potencial. Tirei a minha blusa, os bebês com certeza queriam ser amamentados.

—Eu sou o exemplo dessa casa, querida!

Pelo visto, ele já tinha se levantado mais cedo e nem me acordou. Não sei se reclamo ou agradeço.

—Ah tá, grande exemplo! Agora a coisinha linda aqui, vai alimentar uns pirralhos por que não tá fácil.

Fui até o Closet em busca de uma blusa.

—Nossa amor! Olha como você é maravilhosa!

—Pode ir parando ir parando bem ai! Seus filhos querem comer!

Vestir a blusa.

—Eu também quero!

—Vai a merda, Alexandre!

Fui até o quarto do Lucca e da Lisa.
A Érica brincava com eles na cama. Eles estão muito sapecas, posso até prever o trabalho que vão dar. Erica é a babá deles no período da tarde, já que na parte da manhã eles vão para a escolinha. SEIS MESES E JÁ VÃO PARA ESCOLA.

—Bom dia Érica!

—Bom dia Senhora Júlia!

Se levantou.

—E como está esses pirralhos?

Me sentei ao lado deles.

—Estão ficando cada vez mais sapecas! _Sorriu.

—Se você quiser ir tomar um ar ou comer alguma coisa, fique à vontade! Vou alimentar esses monstrinhos agora! _sorrir.

—Então com licença!

Olhei os dois bebês em minha frente que sorria pra mim, balbuciando alguma coisa totalmente não entendível.

—Vocês são uns pirralhos muito sapecas! Mas, eu amo muito vocês seus pimpolhos!

Primeiro eu amamentei a Lisa, coloquei a chupeta em sua boca e ela dormiu em seu bercinho.

—E você hein, Lucca? Você também está muito safado mocinho e dá vontade da mamãe morder suas bochechas!

Lhe dei sua chupeta e ele dormiu em seu berço.

Sair do quarto e fui direto até os gêmeos.

—Hei seus pirralhos não vão acordar não, é?

Se viraram para o outro lado. Ignorando totalmente o que eu estava falando.

—Tudo bem, podem ficar dormindo. Estamos lá embaixo tomando café.

A BabáOnde as histórias ganham vida. Descobre agora