Capítulo 12 - Um Amigo Fiel

151 23 19
                                                  

"Para que o mal triunfe basta que os bons fiquem de braços cruzados"Edmund Burke

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

"Para que o mal triunfe basta que os bons fiquem de braços cruzados"
Edmund Burke

* * *

Conversávamos sobre muitas coisas.

Muitas vezes conversávamos até o início da noite mas Eric tinha que estar em casa antes do jantar ser servido.

Eu esperava por ele perto da árvore morta, o que não era nenhum pouco perto da minha casa, mas isto não era problema. Eu continuava gostando de correr e chegava até lá em menos de uma hora se me esforçasse. Não era lugar para passar a noite.

Digo isto porque, além do fato de que aquele lugar cheirava a morte, um dia em que esperava por Eric, passei o tempo arremessando cravos, o que tinha se tornado uma prática comum, e fui visitado por dois grandes lobos que pararam no alto de um morro próximo e ficaram me olhando, durante um bom tempo. 

 Não senti medo mas fiquei feliz do Barão não ter ido comigo neste dia

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

 Não senti medo mas fiquei feliz do Barão não ter ido comigo neste dia.

O Barão gostava do Eric.

Não sei se pela paz que ele transmitia ou então pelo lanche que quase sempre ele trazia.

Nossa amizade foi importante pra mim em muitos sentidos e até hoje não entendo o que motivou todo o esforço que fez.

Demorou muito tempo para entrarmos em assuntos difíceis como a morte de minha mãe e a falta que sentia de meu pai.

Já a algum tempo Eric tentava me convencer a ir com ele para sua casa, um lugar grande e com muitas coisas. Seu pai me trataria bem assim que me conhecesse. Eu poderia ter um lugar limpo para dormir e roupas novas. Isto pouco me atraía. Só que as conversas sobre os grandes banquetes me interessavam muito.

Eu tinha dois amigos. O Barão e o Eric.

O tempo me mostrou como é importante a fidelidade de um amigo.

Mesmo quando você não entende bem o que está acontecendo, um amigo como Eric dá uma base de segurança, um ponto de referência. 

Naquela época eu não sabia, mas naqueles dias, a muitas milhas dali, meu pai precisa muito, mas muito mesmo de um amigo fiel.

Naquela época eu não sabia, mas naqueles dias, a muitas milhas dali, meu pai precisa muito, mas muito mesmo de um amigo fiel

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

Só que ele não existiu. 

Então, o amigo mau agiu.

E triunfou. 

§

§

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.
Jeff mais leve que o arOnde as histórias ganham vida. Descobre agora