Asas Negras

2K 103 7
                                                  

Eu sempre fui solitário, sempre pensei diferente, sempre vi sangue onde só existiam pessoas alegres , se divertindo, Anti-social por natureza odiava festas, eu mal saia de casa, ficava a noite e o dia todo enfrente ao Pc vendo videos de terror, creepypastas, etc. Fascinado pelo mundo do horror eu me informava , minha pseudo-depressão da qual eu vivia, já não aguentava ser motivo de zuação, na escola era o tormento, só aprendi uma lição.. Que o ser humano é desprezível e merece a morte, que há muito tempo o mesmo se esqueceu do sentimento nobre, eu não tive a família pra me dizer oque era certo e oque não era, tive que aprender sozinho a trilhar o caminho correto. Mas acho que esse caminho é diferente do que eu sigo, eu não sei quem é o culpado de eu ter chegado a esse ponto.

Eu tô doente, porque ninguém me deu remédio? Porque ninguém olhou pra mim quando eu tava naquele maldito tédio?, não me julgue por cruel não sabe oque eu passei, eu sei que bebi um ferro do veneno eu tomei, Sabe onde eu errei? Em tentar sempre ser aceito, agora decretei , farei tudo do jeito que eu quero.

Você não sabe o que é aguentar a humilhação de ser visto por todos como um motivo de zoação, ter bom coração na real é uma maldição que sempre me impediu de partir pra ação e resolver aquilo, mas tudo se transbordou, agora não adianta fazer linhas de rádio, a minha guerra santa, Tudo tem seu preço, agora vou cobrar, cada um maldito defeito agora vai pagar, eu ponho meu capuz e meus olhos queimam de raiva, enquanto eles rastejam eu abro as minhas asas.

Lendas UrbanasOnde as histórias ganham vida. Descobre agora