Três Amigos

263 22 2

-É aqui mesmo? – Jake perguntou, olhando para cima, onde um prédio cinzento estava parado bem na sua frente.

-Sim – Respondeu Dylan do seu lado – É esse o número, olha ali. Vou ligar para o Joe e avisar que estamos aqui embaixo esperando.

O skatista tirou o celular do bolso e discou o número de Joe, que atendeu na segunda chamada. Avisou-o que já tinham chegado e voltou a guardar o aparelho no bolso de sua calça jeans rasgada. Os dois garotos estavam com mochilas nas costas, carregando coisas que tinham trazido para passar a noite na casa do amigo.

-Ele mora no oitavo andar né? – Disse Jake – Parece bem alto.

-É verdade.

A noite estava fria e havia várias estrelas espalhadas pela imensidão escura a cima deles. A lua brilhava atrás de nuvens no céu e poucos carros estavam passando na rua naquele momento. Jake e Dylan esperaram por dois minutos até que Joe surgiu de dentro do prédio, abrindo o portão para eles.

-Olá – O moreno dissera sorridente – Obrigado mais uma vez por virem.

-O seu prédio não tem porteiro?

-Tem sim, mas acho que ele saiu para algum lugar. Não importa, vamos entrar.

Os três adolescentes atravessaram o portão e caminharam até a porta de entrada do prédio. O térreo estava completamente silencioso e suas vozes faziam ecos pelo ambiente.

-Trouxeram tudo né? – Joe perguntou, após apertar um dos botões do elevador.

-Sim – Jake respondeu – Tô muito animado para essa noite.

-Eu também – Concordou Dylan sorridente.

-Vai ser bem legal, tenho certeza. Não quero nem pensar em dormir cedo hoje.

As portas duplas do elevador se abriram e os meninos entraram um atrás do outro. Joe apertou o número oito no painel e então começaram a subir. Dylan olhou para o reflexo no espelho do elevador e ajeitou os cabelos castanhos.

-Uma vez fiquei preso no elevador – Joe dissera de repente.

-É sério?

-Sim. Mas foi por pouco tempo. Eu ainda era criança.

-Não gosto de elevadores – Jake falou de repente.

-Esse aqui tem câmera?

-Tem, por quê?

-Por nada. Só pra saber.

-Tava pensando em fazer alguma palhaçada?

-Talvez...

Ali no topo havia uma pequena câmera em cima de um adesivo que dizia "Sorria, você está sendo filmado". Dylan olhou diretamente para lá e deu um sorriso bobo. Jake deu risada, e em seguida as portas se abriram novamente e eles saíram do elevador.

-Que silêncio – Comentou Dylan – Parece que ninguém mora aqui.

-É sempre assim. Eu quase não vejo os meus vizinhos – Joe dissera.

Logo após chegarem no apartamento de Joe e o moreno abrir a porta, Jake e Dylan foram caminhando por um corredor que terminava na sala de estar, onde a mãe do garoto estava naquele exato momento, falando ao telefone.

-Mãe, meus amigos chegaram – Dissera o moreno.

-Só um minuto – Disse a mulher – Ok, eu te ligo amanhã então. Certo, espero que ocorra tudo bem. Até mais, tchau. Olá! Como vocês estão?

A Vida de Jake (Romance Gay)Leia esta história GRATUITAMENTE!