Maria, advogada nossa

15 1 0

Ao ouvires, ó Mãe dos Aflitos

O pranto dos filhos teus

Fez-se chaga em teu coração

E de tão grande piedade

Volvestes tua face para nós

O caminho desviado, ó Maria

Tu queres endireitar

E no sofrimento deste mundo de pecados

És tu quem vem nos acalentar

É teu canto mãe das mães

Que embala nosso despertar

É tua luz, Senhora das Candeias

Que nos mostra teu filho Jesus

Dignai-vos, Virgem do Cenáculo

A caminhar sempre à nossa frente

Para que, à tentação do maligno

As pulsões possamos suportar

Tu és, ó mãe, a Virgem Imaculada e Santíssima

Por ti toda angústia se esvai

E em teus braços todo homem descansa

Engendra em nós, Virgem da Defesa

A força para debelar as paixões

Intercede por nós junto a teu filho

Para que Ele veja nossa contrição

E por teus méritos, Rainha dos Céus,

Conceda-nos, eternamente, o perdão dos pecados.

Virgem das AngústiasLeia esta história GRATUITAMENTE!