☀50☀

15.1K 2.5K 3.2K

Deem suporte à fanfic, votem e comentem. Boa leitura!

- Está tarde - Jimin disse quando lhe deixei na porta de sua casa. - Dorme aqui.

- É melhor não - sorri agradecido.

- Não quer ficar perto de mim? - seus lábios formaram um bico triste, seu corpo encostado no batente da porta, os olhos inchados de tanto chorar. - Eu entendo.

- Mas você tem um cobertor pra mim? - abri a porta de sua casa, entrando.

- Mas você vai dormir comigo - Jimin sorriu ao me ver aceitar. - Na cama.

- Acho que não está tão frio - comecei a ajeitar as almofadas no sofá.

- Na cama - ele segurou minha mão e me puxou em direção ao quarto. - Eu vou tomar banho, okay?

- Okay - ele beijou minha bochecha e eu segui para o quarto.

Suspirei enfim, e meu corpo amoleceu ao ver a cama tão arrumadinha, parecendo estar tão cheirosa. Me sentei na beirada, peguei um travesseiro, e respirei fundo o cheiro bom dele. Cheiro de Jimin.

E ele voltou ao quarto minutos depois, com uma toalha na cintura, o cabelo molhado sobre sua testa, deixando-o mais adorável.

Jimin é arte.

- Aqui - me deu uma toalha. - Eu vou fazer um chá pra gente.

- Você é incrível - suspirei e beijei seus lábios. - Sabia disso?

- Sou nada - sorriu triste e me deu um empurrãozinho na direção do banheiro.

Eu tomei o banho, voltei para o quarto, e vesti a calça moletom que Jimin deixara para mim. Fui ao seu encontro na cozinha, chegando na porta eu pude pegá-lo, em silêncio, limpando as lágrimas de seu rosto enquanto adoçava o chá.

- Ei - ele se assustou ao me ouvir e acabou queimando os dedos no chá. - Calma, Jimin...

Ele correu esfriar os dedos na torneira, eu o puxei para um abraço, e ele o devolveu, passando os braços por cima de meus ombros.

- Era melhor você ter ido dormir em casa - Jimin disse, com sua voz chorosa, perto de meu ouvido. - Eu nem vou conseguir fazer nada com você hoje... Me desculpa.

- Como é que é? - o afastei o suficiente para encarar seus olhos vermelhos. - Jimin... Acha que estou dormindo aqui pra transar com você?

- S-sim... - sorriu de uma forma que me entristeceu. - P-por qual outro motivo?

Não, Jimin, droga!

- Por que eu me preocupo com você - me afastei totalmente, irritado. - Por que eu gosto de você.

- Pare de mentir! - pediu, a voz embargada. - Eu já disse que você não precisa fazer isso... Está tudo bem, Jungkook. - forçou um sorriso, as lágrimas descendo. - Eu acho que consigo, é só você me dar um minuto para eu me animar. E aí a gente pode ir para o quarto, ou onde você quiser.

Eu me virei e bati com a testa na parede, sem muita força e respirei fundo. Que vontade de acertar esse rostinho lindo.

- Não, Jimin! - voltei a encará-lo. - Que droga, não... Não vim aqui pra transar com você. Não estou com você somente para fazermos sexo.

Jimin se sentou em uma cadeira, parecendo confuso e atordoado, e eu me ajoelhei em sua frente.

- Acredite em mim - segurei sua mão. - Estou aqui por tudo o que envolve você, não apenas pelo sexo. Estou aqui pela sua simples presença.

Sunboy {jikook}Leia esta história GRATUITAMENTE!