Amigos de Sangue

1.5K 89 3
                                                  

Pt.7

O barulho era de um chiado, como se fosse uma televisão ligada, pois em cada quarto de cada leito tinha uma televisão. Sai andando pelos corredores, sentindo uma sensação estranha, falta de ar e um sentimento de vazio dentro de mim.
Chegou uma hora que tive que me apoiar em uma parede para não cair, então, cheguei ao quarto da onde esse barulho vinha...a garotinha estava olhando para a televisão, sorrindo como estivesse se divertindo, ao adentrar o quarto o mais silenciosamente possível para não ser percebido percebi que o que estava passando, era o Jhonatan sendo morto, e pude perceber que o mesmo vídeo estava sendo repetido várias vezes. Eu me senti mal...muito mal, comecei a chorar sem parar e a garotinha só ria mais alto a cada vez que eu soluçava. Senti uma mão fria segurando meu pescoço e segurando-me por trás, dessa vez eu sabia, eu não poderia escapar. O menino manchado me imobilizou e me prendeu no chão, segurando o bisturi, a menininha, ria mais alto, como se estivesse se divertindo mais e mais com isso. Eu gritava desesperadamente. Certeza, gritei até minha voz acabar. O menino manchado começou os cortes, sorrindo sadicamente para mim.
Eu estava prestes a apagar quando eu acordei. Aquilo havia sido somente um sonho. Nada havia acontecido.
Eu olhei bem o quarto, para ter certeza de que nada havia acontecido realmente. Mas não havia nada demais...além de uma folha de bloco de notas com um desenho desses feitos por criança. Não era nítido, por isso não pude distinguir o que era. Certeza que esse desenho pertencia a Judy Becker, pois na creepy dela, um desenho estava incluso.
Sai andando pelos corredores, uma vez que vi Jessy adormecida. Fui andando, mas não notei nada de diferente, fui até o quarto onde Mike estava, ele estava bem agora. Apesar de odiar médicos eu tenho que admitir que eles as vezes conseguiam milagres.
Mike estava completamente bem e receberia alta hoje, então eu ficaria mais um tempo no hospital. Eu por outro lado, não iria contar nada do que aconteceu hoje, muito menos iria falar sobre o desenho.
Então rapidamente escondi o desenho em meu bolso, para não deixar á mostra. Entrei no quarto de Mike e afaguei seu cabelo:
Cara...você me deu um baita susto ontem!
Eu disse tentando não parecer nervoso, e com um meio sorriso no rosto Mike me respondeu:
É, eu tinha marcado de encontrar com uns amigos e...-com a mesma velocidade que o sorriso surgiu, ele desapareceu- e...nós fomos atacados.
Eu resolvi então apenas ficar quieto para deixa-lo relaxado. E deu certo, pois ele voltou a sorrir alegremente. Interiormente eu estava perturbado com o simples fato de que eu não saberia quem era o próximo que seria atacado, eu tinha vontade de chorar, só de lembrar do vídeo de Jhonatan sendo partido ao meio.
Cinco dias se passaram, não tivemos maiores problemas, Jessy ainda ficaria no hospital pois só se sentia segura lá...
Mike e eu resolvemos ir até o cemitério para “ver” Jhonatan. Deixamos flore, conversamos um pouco e lembramos bons momentos. Estávamos tão felizes que mal notamos que já escurecera. Eram por volta das oito da noite, estávamos indo a caminho do portão do cemitério até que vi um tumulo com um desenho idêntico ao que estava comigo. Mike continuou a andar sem nem perceber que eu ficara pra trás. Assim que me virei novamente, supostamente para onde Mike estaria percebi que ele não estava mais lá. Eu estava sozinho em um cemitério, comecei a correr, foi quando ouvi gritos, era Mike. Isso fez com que eu corresse mais do que um maratonista. A garotinha havia matado Mike, era tarde demais, ela estava observando ele caído no chão envolto em uma poça de sangue que escorria pela ladeira. Eu cai imediatamente de joelhos, gritando em desespero por ajuda, mas ninguém ouviria. Eu estava sozinho, realmente...sozinho.
Eu perdi mais um amigo...novamente...mais um. Eu estava aos cacos. Mas eu precisava aguentar, eu precisava ser forte. A garotinha sorriu, riu pela última vez e sumiu.
Eu corri e me tranquei no quarto...eu sabia...o próximo seria ou Will...ou Jessy..ou pior, EU!

Lendas UrbanasOnde as histórias ganham vida. Descobre agora