Cap-29

6.3K 292 10

Miguel
Acordei e já eram 13:00. Marina já estava arrumando as coisas no quarto e arrumada pra sairmos.

Tomei banho e ela nem percebeu, a abracei por trás e lhe dei um beijo no pescoço

--Bom dia meu anjo-- falei e ela se virou apoiando as mãos em meus ombros

--Boa tarde quer dizer né?!

--Ah claro me esqueci

--Vamos eu ainda quero passear um pouco pela cidade

--Tudo bem, vamos-- falei e lhe dei um beijo depois saímos
Andamos a cidade quase toda imagino. Marina não parava de falar no quanto estava amando a viagem e eu estava feliz por isso. Já estava anoitecendo então paramos em um café pra comer um pouco.

--Vou no banheiro e já volto tá princesa? Pode pedir pra mim-- falei e sai

Marina
Fiz nossos pedidos e fiquei esperando, quando um homem parou ao lado da mesa
--Boa noite está sozinha?

--Não eu estou com meu marido

--Marido? Mas não vejo ninguém aqui. E você não é nova demais pra ser casada?

--Isso não é da sua conta e meu marido não está aqui porque foi ao banheiro. Agora já pode sair.

--Te deixei com raiva? Não fique assim linda. Se conversar comigo seu marido não vai nem saber-- ele já estava sentado na mesa

--Saia daqui ou mandarei chamar a polícia

--Deixa minha mulher em paz-- Miguel apareceu de Nárnia

--Tudo bem irmão não queria causar transtorno

--Então não chegasse perto. Agora já deu, vai embora.

O homem saiu e eu puxei Miguel pra sentar do meu lado.

--Ele fez alguma coisa com você?

--Não. Eu já falei que te amo hoje?-- ele abriu o sorriso mais lindo da face da terra

--Não, mas é bom ouvir

--Te amo-- falei e lhe dei um beijo

--Também te amo meu anjo

A garçonete chegou e não parava de olhar pra ele. Mulher safada! Será que não vê que ele está com uma aliança no dedo e acompanhado? Aff não gosto dela.

--O que você pediu meu anjo?

--Ah é alguma coisa típica daqui. Esqueci o nome.-- ele riu

--Tudo bem

Comemos conversando muito, terminamos, pagamos e fomos embora.

Chegamos no hotel e eu fui tomar banho, na verdade ia se Miguel deixasse. Ele grudou na minha cintura que não quer mais soltar.

--Miguel... Miguel eu quero tomar banho

--Espera só um pouquinho. Deixa eu sentir teu cheiro. Nossa eu já tô viciado em você.

--Acredito que isso seja recíproco

Ficamos nos olhando por um tempo e nos beijamos um beijo calmo no início, mas que depois começou a ficar mais intenso e cheio de desejo. Ele me levantou do chão e eu grudei as pernas em volta de sua cintura sem desgrudar nossos lábios. Ele me deitou levemente na cama e foi tirando minha roupa. Parou quando estava abrindo meu sutiã.

--Tem certeza que quer fazer isso?

--Tenho

Então ele me beijou novamente e eu tive a melhor noite da minha vida. Minha primeira vez foi com o homem que amo. Confesso que no início foi doloroso, mas depois eu fui me acostumando e amei tudo, ele fez com que tudo fosse muito especial. E com esses pensamentos e a respiração de Miguel em meu pescoço eu dormi mais relaxada do que nunca é tranquila também.

Miguel
Eu acordo cedo e fico admirando a pessoa que mais amo nesse mundo dormir serena e protegida em meus braços. Sou grato a Deus por tê-la colocado em minha vida. Eu a amo mais que a mim mesmo.

--Bom dia amor-- ela falou com sonolência

--Bom dia meu anjinho lindo

Ela sentou e ficou me olhando

--O que foi?

--Eu estava pensando em um apelido pra você, mas não acho

--Não precisa minha linda.

--Tá. Vou tomar banho-- ela puxou um dos lençóis e levantou quase caindo

--Miguel?

--Oi

--Eu estou com as pernas bambas e também muito dolorida.

Sorrio só lembrar que eu quem deixou ela assim

--Não se preocupe, são efeitos da noite de ontem-- ela olhou assustada-- vem vamos tomar banho

--Juntos?

--Juntos!

Tomamos banho, ou quase isso, e fomos nos lugares que ainda restaram. Foi um ótimo dia e a noite repetimos a dose. Eita, eu tô viciado nela. Sério.

Continua...



Genteeeeee me ajudem! Eu não consigo pensar num apelido pro nosso Miguel! Mandem sugestões por favor!
Agradecida. 😊
Teeh 😘💕

Casamento Forçado Leia esta história GRATUITAMENTE!