Revelações

317 21 6

Os garotos pararam de andar no momento em que o semáforo passou de vermelho para verde. Estavam os três com as mochilas nas costas e tinham saído da escola há poucos minutos. Dylan estava no meio, usando uma camisa preta de manga comprida, uma calça jeans clara rasgada e um tênis marrom. Jake estava a sua direita, de bermuda jeans, camisa branca com mangas pretas e um converse vermelho. E Joe estava na esquerda, uma calça vermelha-escura, casaco laranja com estampa de um desenho animado e o tênis era branco.

Carros passavam na frente deles em alta velocidade.

-Eu acho que o segundo filme é o melhor, mas gosto do terceiro também – Disse Jake.

-Sempre fico em dúvida de qual é o melhor. Para mim o segundo e o terceiro estão no mesmo nível – Dylan falou, colocando as mãos no bolso da calça.

-Concordo com você Dylan – Joe afirmou.

Estavam todos indo para a casa do skatista. Já passara das duas e meia da tarde, e o céu estava cinzento e escuro. Quando os carros pararam perto da faixa de pedestres, eles recomeçaram a andar, seguindo por alguns quarteirões até a rua de Dylan.

O convite tinha vindo no dia anterior, e todos ficaram animados. Joe raramente ia na casa de um amigo, até por que a maioria dos seus moravam longe, e eles só conversavam pela internet. Melissa também tinha sido convidada, mas como sempre tinha uma desculpa para não ir à casa do skatista. Jake achava melhor assim. Sentia-se muito mais confortável quando estava na presença apenas de garotos.

Sem falar que seria muito mais fácil de fazer a pergunta a Joe se a ruiva não estivesse por perto. Ele e Dylan tinham adiado por vários dias, mas finalmente iriam conversar com o moreno e tirar essa dúvida. Precisavam se certificar de que Joe estivesse confortável e feliz.

-Que ladeira gigante – O moreno comentou.

-Minha casa fica ali no meio – Dylan respondeu, apontando.

-Já desceu de skate isso aqui?

-Sempre me perguntam isso. Sim, várias vezes.

Eles chegaram em frente ao portão e Dylan abriu-o com sua cópia da chave. Ouviram latidos de cachorro vindos de dentro da casa.

-Você não me disse que tinha cachorro – Falou Joe.

-Relaxa, ele é manso. E gosta de todo mundo.

Dylan foi na frente, abriu a porta de entrada da casa e seu cachorro Oscar saiu animado. Ele foi direto para o novo visitante e ficou cheirando-o por um momento, balançando a calda freneticamente.

-Ele é muito bonito. Qual o nome?

-Oscar.

Os garotos entraram na sala de estar vazia e silenciosa.

-A casa é sua, fique à vontade – Dylan dissera – Cês tão com fome?

-Agora não – Respondeu Jake.

-Também não estou.

Jake e Joe se sentaram no sofá, enquanto Dylan ia até a cozinha beber água.

-Você já veio aqui né Jake?

-Várias vezes.

O skatista voltou e se sentou no sofá junto com eles. Abriu as pernas confortavelmente, do jeito que Jake adorava quando fazia, e lhes encarou.

-O que querem fazer? – Perguntou.

Jake poderia lhe pagar um boquete ali mesmo se não fosse por Joe.

A Vida de Jake (Romance Gay)Leia esta história GRATUITAMENTE!