Sozinhos Em Casa

347 22 0

As ruas de Hemiltown estavam bem agitadas naquele momento. Já tinha passado da meia noite, era um novo ano e Jake podia ouvir o som de fogos de artifício em diversas partes da cidade. Já tinha cumprido a obrigação de ficar com a família, desejando um feliz ano novo para o pai Edward, para Mãe Laura e também para alguns convidados que estavam na sua casa naquela noite. Mas assim que teve a oportunidade, Jake saiu. Estava andando em direção a casa de Dylan, ansioso para encontrá-lo.

Quando passou da esquina da escola, apressou o passo. Viu vários carros acelerados pelas ruas, algumas pessoas andando em grupo, rindo, animadas com o réveillon. Atrás das casas por onde passou podia ouvir vozes altas e também algumas músicas. Parou em uma calçada e esperou o semáforo fechar para poder continuar andando. Olhou para o céu e viu fogos coloridos que tinham sido soltos de cima de um prédio.

Jake então chegou a rua de Dylan, descendo a ladeira como de costume e parando em frente ao portão. Tocou a campainha apenas uma vez e ouviu os latidos animados de Oscar. Dylan surgiu de dentro da casa, abriu o portão para ele e sorriu.

-Feliz ano novo – Dissera.

-Feliz ano novo.

Oscar estava cheirando a perna de Jake alegremente. O loiro acariciou a sua cabeça, sentindo o pelo liso entre os dedos e fazendo uma graça para o cão. Logo depois os dois garotos foram para dentro da casa.

Lá dentro, os pais de Dylan estavam na sala tomando champanhe, usando roupas belíssimas e conversando animados com alguns familiares. Por mais que se sentisse tímido, Jake cumprimentou a todos e lhes desejou um feliz ano novo.

-Tá com fome, quer comer alguma coisa? – Perguntou Dylan, quando tinham saído da sala.

-Depois. Eu comi um pouco lá em casa.

Eles subiram as escadas e entraram no quarto.

-Cadê o Kevin? – Jake perguntou.

-Ele saiu um pouco antes de você chegar. Disse que tinha uma festa pra ir.

-Ah...

Dylan encostou a porta. Agora estavam sozinhos e tinham a privacidade necessária.

-Obrigado por ter vindo – Falou o skatista.

Ele se aproximou de Jake e beijou seus lábios. Os dois sorriram um para o outro.

-Eu queria ter vindo mais cedo, mas meus pais iriam falar muito se eu saísse antes da meia noite – Respondeu Jake – E eu recebi ordens para não voltar muito tarde.

-Então não vamos perder tempo né?

-Sim.

-A Melissa me ligou agora pouco para me desejar feliz ano novo.

-Ela também me ligou lá em casa. Parece que está na praia com os pais né?

-Sim. E lá na sua casa, como foi?

-Meus pais receberam alguns amigos. Tava muito chato. Quem são aqueles lá embaixo?

-Meu tio, minha tia, minha avó, a melhor amiga da minha mãe e um cara que trabalha com meu pai. Eles já estão bebendo há algum tempo, não devem ligar se a gente estiver lá ou não.

-Hm...

Os dois só estavam namorando há cinco dias, mas parecia mais tempo. Desde aquele dia que conversaram no quarto de Jake, não deixaram se encontrar uma única vez.

-Eu espero que esse ano seja incrível... – Dizia Dylan, olhando para Jake e sorrindo – Quero que nós dois sejamos muito felizes.

-Eu farei o possível para que seja assim.

A Vida de Jake (Romance Gay)Leia esta história GRATUITAMENTE!