Meninos Na Chuva

475 30 1


Jake acordou muito cedo naquela manhã. Ele estava tendo mais um de seus sonhos bizarros, quando ouviu o alarme do seu celular tocar as seis e meia. Nesse momento o garoto se arrependeu profundamente de ter aceitado o convite do pai. Ainda estava de férias e já tinha se acostumado a acordar tarde nos últimos dias.

Deitado na cama, o garoto podia ouvir os passos dos seus pais no corredor. Conseguia ouvir o sussurro de suas vozes, discutindo algum assunto sem importância, e decidiu sair logo da cama antes que adormecesse novamente. Quando ficou de pé, bocejou e olhou para baixo: a ereção matinal estava muito evidente dentro do seu samba canção. Jake puxou seu pênis para o lado e vestiu um short qualquer.

Ao sair do seu quarto, Jake deu de cara com o pai no corredor. O homem colocava um belo relógio dourado no pulso.

-Bom dia – Disse Edward.

-Bom dia. Que horas que a gente vai sair?

-Umas sete horas. Não precisa ter pressa.

-Tá. Eu vou tomar banho.

Edward foi a caminho das escadas e Jake entrou no banheiro. Ele ligou o chuveiro quente e entrou debaixo da água, sentindo que finalmente estava despertando. O banho foi bastante demorado, ainda mais pelo fato de Jake ter se masturbado, e vinte minutos depois o garoto já estava arrumado e pronto para sair.

A família tomou café da manhã juntos na cozinha.

-Por que você acordou cedo hoje mãe? – Perguntou Jake.

-Preciso resolver algumas coisas – Laura se limitou a dizer – Essa semana a Helen esteve lá na clínica. Você tem falado com os filhos dela?

-A gente conversa as vezes...

Jake parou para se lembrar daquela noite com os gêmeos. Se não estivesse focado em outra pessoa no momento, bem que gostaria de tentar algo novamente com aqueles dois.

-Já acabou Jake?

O garoto estava um pouco distraído, olhando para a janela. Estava se perguntando quem era melhor: Isaac ou Fred? Era difícil dizer, já que tinha experimentado os dois e ambos foram igualmente bons. Mas talvez Jake trocasse os gêmeos por Kevin Jones...

-Jake – Chamou Laura.

-Oi, que foi?

-Está sonhando acordado? O seu pai falou com você.

-Desculpe, estava pensando numa coisa... Nós já vamos?

-Sim – Respondeu Edward – É até bom chegarmos mais cedo.

-Ok.

Jake e o pai saíram de carro alguns minutos depois. Era a primeira vez que o garoto ia no serviço de Edward e não estava muito animado. A empresa onde Edward trabalhava não ficava muito longe e durante a viagem de carro, os dois conversaram muito pouco.

-No que está pensando? – Edward perguntou após um longo silêncio dentro do carro. Tinham parado num semáforo.

-Em nada demais... – Mentiu o garoto. Estava me lembrando de quando eu e o Dylan tiramos o Kevin do chuveiro. Aquele pau...

Não demorou muito e o loiro avistou um enorme edifício espelhado localizado em uma avenida muito movimentada. A manhã era de sol e Edward conduziu o carro até um estacionamento subterrâneo exclusivo para funcionários. Os dois saíram do automóvel e caminham juntos até rua, onde viraram a direita e entraram no prédio através de uma porta de vidro.

-Foi bom termos chegado cedo – Disse Edward – Quero de mostrar algumas coisas.

-Os filhos dos funcionários podem vir aqui a hora que quiserem? – Questionou Jake.

A Vida de Jake (Romance Gay)Leia esta história GRATUITAMENTE!