Sentimentos

490 27 2


Já haviam se passado algumas semanas desde que Jake estivera na casa dos gêmeos Miller e desde então o garoto não falou muito com eles. Pelo visto os dois irmãos tinham encontrado um novo alvo, mas eles não quiserem revelar a Jake de quem se tratava. Disseram apenas que era "alguém da escola" e isso deixou Jake com muita curiosidade. O loiro tinha esperanças de ser convidado novamente para ir na luxuosa casa dos gêmeos, mas Isaac e Fred pareciam ter perdido o interesse nele.

O sexo com os gêmeos tinha sido algo marcante na vida de Jake. Foi a segunda vez que fizera sexo na vida e a primeira com alguém do mesmo sexo. Ele não podia deixar se se sentir um pouco culpado, todas as vezes em que pensava nisso. Uma voz na sua consciência dizia que ele não tinha feito nada errado, mas mesmo assim ele não conseguia se livrar desse sentimento. Apesar da culpa, aquele momento com os Miller tinha sido muito bom e ele teria adorado repetir a dose.

Eu ainda gosto de garotas, dizia aquela voz na sua cabeça, quando ele estava sozinho no quarto prestes a dormir, eu ainda prefiro elas. Mas será que era verdade? Jake certamente ainda gostava de garotas. Mas depois de experimentar o sexo oposto... Não conseguia decidir qual lhe agradava mais. Bissexualidade era algo que ele não entendia muito bem e como não podia falar disso com ninguém, essas dúvidas vagavam pela sua mente, cada vez mais frequentes.

Era o mês de maio e Jake já estava morando a três meses em Hemiltown. Em uma manhã meio cinzenta, o garoto chegou na escola e foi direto para a sala de aula. Ficou sentado no lugar de sempre, esperando Dylan chegar, mas o skatista não foi para o colégio naquele dia e Melissa, para variar, chegou em cima da hora.

-Cadê o Dylan? – A ruiva perguntou, se sentando na cadeira e colocando sua mochila no chão.

-Não sei. Acho que ele não vem hoje.

-Ele disse alguma coisa pra você que ia faltar hoje?

-Não.

Era a primeira vez, em três meses, que Dylan não ia para a aula. Uma sensação estranha para Jake não ter o amigo por perto. Ele passou as primeiras aulas sem falar absolutamente nada, até que Melissa virou-se do seu lugar e começou a puxar papo com ele.

-Então, qual é a boa? – Perguntou ela.

-Nenhuma e você?

-Ah, nada demais. O clima está meio estranho hoje não acha?

-É verdade – Respondeu Jake, olhando para o céu cinzento pela janela – Parece que vai chover.

-Espero que só mais tarde. Eu não trouxe guarda-chuva.

-O que será que aconteceu com o Dylan?

-Não sei. É muito raro ele faltar.

-Aé?

-Sim. Se bem que...

A garota parecia estar prestes a dizer algo, mas acabou desistindo e balançou a cabeça.

-O quê? – Perguntou Jake.

-Nada não. Tava lembrando de uma coisa...

-O quê é? É sobre o Dylan?

-Sim.

-Me fala.

Nesse momento o professor chamou atenção dos alunos para alguma coisa importante na matéria.

-Depois eu falo – Sussurrou a ruiva e virou-se para prestar atenção no professor.

Jake se sentia muito frustrado quando as pessoas não lhe contavam as coisas. É claro que ninguém tem a obrigação de contar nada pra ele, mas a curiosidade era uma característica forte no loiro. Já não bastava os gêmeos manterem segredo sobre quem da escola estavam pegando e agora ele tinha que esperar para saber o que Melissa iria contar sobre Dylan.

A Vida de Jake (Romance Gay)Leia esta história GRATUITAMENTE!