Capítulo 10

4.9K 599 39

Oi amores, tudo bem?

Temos novidades!!   É com muita emoção que venho comunicar que o livro DESEJO PROIBIDO se encontra disponível na Amazon, completo e revisado!! 

Acessando o campo LINK EXTERNO desta página, você vai direto para a página do e-Book na Amazon, ou acesse diretamente o site: Amazon.com.br

Para quem prefere acompanhar por aqui pelo Wattpad, o aviso é de que será postado até o final. 

Vamos então de capítulo 10. BEIJOS!! 

______________________

______________________

   CAPÍTULO X

Eu estava excitada demais, quase entrando em combustão, quando Miguel desfez o contato visual, olhando para todas as direções, menos para mim. Estava lutando contra si mesmo, contra o desejo que sentia.

— Por favor, deita na cama. — insistiu, tentando disfarçar o tom rouco de excitação.

Sentindo-me meio desnorteada, com a intensidade daquela energia que ainda pairava no ambiente, não esperei que ele falasse uma terceira vez e mudei-me do chão para a cama, afundando no cochão macio, inebriada com seu cheiro gostoso impregnado nos lençóis, uma mistura de perfume almiscarado com suor limpo, o que contribuiu para o crescimento da minha excitação, minha intimidade palpitava ansiosa, minha respiração se recusava a normalizar.

— Deita comigo. — eu praticamente supliquei, com um fio de voz, como jamais imaginei que faria um dia.

— Não começa, Manuela. Há poucas horas você estava beijando outro homem na boca, como pode me fazer uma proposta dessas logo depois? — não disfarçou a irritação no tom da voz e fiquei satisfeita por saber que estava olhando enquanto eu e Felipe nos beijávamos.

— Vocês são coisas diferentes pra mim. Felipe é o homem com quem pretendo me casar e constituir uma família. E você é o homem que eu desejo, desejo tanto que chega a doer por dentro. Eu te quero demais Miguel, como jamais quis outro homem na vida e sei que você também me quer, não adianta negar.

Por fim, ele olhou para mim de novo, fixando seu olhar cheio de fogo e irritação em meu rosto.

— Sim, eu quero. — parecia meio desesperado quando falou e meu coração bateu ainda mais depressa, pela confirmação de que o desejo em mim era correspondido. — Quero muito mais do que você possa imaginar. Eu te desejei no instante em que a vi pela primeira vez naquela estrada e não há um só minuto em que não pense em tê-la em meus baços, não há uma só vez que eu te olhe e não fique a ponto de perder o controle e te fazer minha. Mas eu não posso, tenho um dever a cumprir, um destino a seguir. Você entende isso?

Eu não parei para pensar. Com toda a força do meu coração, com o desejo à flor da pele, com minhas emoções abaladas por suas palavras, deixei-me levar pelo impulso e praticamente saltei da cama, pulando em cima dele, pendurando-me em seu corpo, com as pernas em torno dos seus quadris, os braços em volta do seu pescoço.

Desejo Proibido (AMOSTRA)Read this story for FREE!