☀32☀

14.6K 2.9K 2.5K

No dia seguinte eu realmente não vi o Jimin durante o dia todo, ouvi dizer que ele estava ajudando outro professor. Queria pedir ao sr. Jihyun que Jimin fosse apenas meu ajudante, mas jamais faria isso.

- Então, você o beijou? - Jin soltou gritinhos no outro lado da linha. - Ah, garoto! Esse é meu bebê!

Eu estava na sala do café novamente, dessa vez comendo uma pera.

- Argh, Jin! - senti meu rosto esquentar. - Não sei se fiz a coisa correta... E se ficar estranho entre nós?

- O cara foi para aquela festa atrás do tal Sook, mas ficou afim de você, no mesmo dia, saiu com outro cara... - Jin começou, e esperava mesmo que ele não fosse insultar o Jimin. - Acho que não existe clima estranho pra ele.

- Mas eu me sinto esquisito - encostei a cabeça na parede. - Eu sonhei com o Taehyung.

- Ah, vai plantar batata - Jin respondeu. - Tenho que citar novamente todas as qualidades do novo namorado dele?

- Não! - quase gritei.

- Então, para com essa merda - ouvi Jin bater na mesa. - Pega logo o Jimin! Preciso voltar ao trabalho! Trouxa!

E desligou.

Eu continuei meu lanche e voltei ao meu trabalho também.

Fim de tarde, eu deixei a academia, cansado, era difícil controlar a turma sem aquele loiro.

Eu estava pondo meus fones de ouvido para dar play em minha playlist do Topp Dogg, quando avistei Jimin e o cara da moto novamente.

Realmente, não existe clima estranho pra ele.

Mas ao invés de beijar o cara, Jimin deu-lhe um tapa forte no braço, só então eu vi que o cara segurava o pulso dele.

Eu me agachei para fingir que amarrava o cadarço, apenas para ver como seguiria a situação dos dois.

- Eu não quero ir! Me solta! - Jimin tentava se soltar.

Não podemos usar o karate em qualquer situação, acho que é por isso que ele ainda não tinha derrubado o cara.

- Vamos, Jimin! - o cara o puxou agressivamente.

Okay.

Fui até eles, sem muita pressa e parei próximo aos dois, Jimin estava de costas para mim.

- Tá parado aí por quê? - o cara da moto perguntou, e Jimin virou-se o máximo que pôde para me avistar.

- E você, tá insistindo por quê? - mandei, me aproximando. - Quando uma pessoa diz 'não', significa 'não'.

- É melhor cair fora - o cara puxou Jimin para perto.

- É melhor você cair fora - avisei.

- E por quê? - o cara arqueou as sobrancelhas.

- Porque não é assim que se trata uma pessoa - lhe disse. - Solte-o, ou irei chamar a polícia.

O cara me encarou com raiva nos olhos, mas soltou Jimin, e eu o puxei, com delicadeza, para perto de mim.

- Pela última vez - Jimin se pronunciou, direcionando a palavra ao cara. - Não temos nada. Não quero mais te ver.

E ele ligou a moto, nos deu uma encarada mortal e partiu.

- Droga! - Jimin bateu o pé no chão, parecia envergonhado.

Era estranho vê-lo sem uma linha de alegria no rosto.



//uuuu. Então folks, me digam o que estão achando. Eu amo amo amo comentários, sério. e bem, estou planejando uma shortfic jikook, acho que vou postar no sábado ou sexta... Não sei. Enfim, votem e comentem! Votem prfv, é só clicar na estrelinha //

Sunboy {jikook}Leia esta história GRATUITAMENTE!