Capítulo 66

12.7K 1K 27

Matt

Emma havia ido para faculdade, enquanto fiquei de levar Savannah e Frida para clínica. Ao chegar fiquei surpreso, ao ver todos tristes. Um mau-pressentimento passou sob minha mente.

- Bom dia Sasah! - a enfermeira de Branco diz, enquanto entrega um balão amarelo.

- Vocês podem me acompanhar por favor.. - o médico que cuida do tratamento de Savannah pede.

Caminhamos até uma sala reservada, ao qual se encontrava alguns papéis.
[...]

Eu tinha acabado de ouvir a notícia mais terrível que alguém poderia dar. Minhas pernas tremeram, minha postura se desfez eu estava atônito. Frida ficou pálida, a notícia que ele havia dado deixou ela nesse estado. Então isso seria a explicação para a enfermeira estar triste, para todos estarem desapontados.


- A senhora gostaria de uma água com açúcar? - gentilmente o doutor perguntou, ela nega sem responder. Seus olhos se fecham, varias vezes enquanto fico sem conseguir dizer uma só palavra.



- Você tem a opção.. - ele voltava a falar, mas então ele mesmo se calou.



Eu nunca tinha presenciado um momento desse. Fatal. Quando eu a olhei novamente, ela suspirou e começou a chorar. Amparei em um abraço. A dor que ela estava passando era de sofrer junto. Isso não deveria ter acontecido, não mesmo.



Emma iria ficar terrivelmente abalada, não iria mais sorrir.



- Estamos juntos nessa - foi a única coisa que eu disse antes de abraça -la com maias força.


Emma

Fiquei surpresa em não ver Matt me esperando, nem mesmo o carro de Luke estacionado. Richard ofereceu carona, mais neguei pelo fato de ônibus existir.

A cadeira era desconfortável, o espaço era pequeno e havia um cheiro de cigarro. O único cheiro de cigarro que me agradava era o de Matt. Ao chegar em casa, vejo Savannah no sofá e Matt colocando um filme, enquanto minha mãe fazia café.

- Perdi minha carona - digo ao ver mamãe me olhar.

- Tudo bem Emma.

- Mana o Matt comprou uma bola Rosa para mim - Sasah veio correndo com o brinquedo na mão.

- Que legal - digo beijando sua testa.

- Amanhã vamos no cinema, para comer pipoca - ela diz quicando a bola.

Depois de tomar um banho e colocar meu pijama de desenho, volto para a cozinha, aonde eles estão novamente estão estranhos, menos Savannah. Tenho uma leve impressão de algo estar acontecendo.

- Vamos dormir aqui hoje? - pergunto para Matt, que sorri falsamente ao me ver.

- Eu me mudei temporariamente para cá - ele fala, enquanto afaga minha bochecha.

- Está acontecendo alguma coisa? - pergunto levantando a sobrancelha.

- Nada - minha mãe se intromete.

- Nada mesmo? - pergunto.

- Não se preocupa pequena.. - Matt me abraça.

- Tio Matt pode colocar em português?- Sasah pergunta puxando sua jaqueta de couro.

Gente eu estou elaborando umas coisas para a história, por isso não estou postando. Hoje postei esse mini-capítulo como introdução do que irá vir pela frente.

Beijinhos.

Querida BabáOnde as histórias ganham vida. Descobre agora