Capítulo 21

27.8K 2.2K 1.4K
                                                  

Já estávamos a algum tempo ali

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

Já estávamos a algum tempo ali. Alexander me mantinha contra seu corpo enquanto descansava a cabeça em seu peito.

— Devíamos voltar. — Sussurrei, mas sem a mínima vontade de realmente sair dali.

— Devíamos, — Concordou beijando meus cabelos — Mas não quero. — Confessou.

Dei uma risada baixa e levantei a cabeça, encontrando seus olhos verdes. Alexander me encarava intensamente e como sempre, fiquei presa a eles.

— Já disse que você está linda? — Perguntou tocando meu nariz com o seu, em um beijo de esquimó.

— Não. — Neguei sorrindo.

— Porque você está mais do que linda. — Beijou minha testa e depois o nariz — Está perfeita! — Sussurrou em meu ouvido.

Segurei seu rosto com as duas mãos e busquei seus lábios. Senti seus braços se estreitarem mais ao meu redor e aproveitei para aprofundar nosso beijo.

— Não vejo a hora disto acabar. — Sussurrei lhe dando alguns selinhos rápidos e curtos.

— E vai meu anjo, — Afirmou colocando alguns fios que caiam no meu rosto para o lado — Eu prometo.

— Tudo bem, — Sorri tranquilizando-o — Entendo que tem que fazer isso.

— Não se menospreze Mabel. — Tocou minha bochecha com a ponta dos dedos — Nada se compara ao que nós temos e ao que eu sinto.

Assenti concordando enquanto pensava em suas palavras. Sabia que estava sendo boba, na verdade, só estava com ciúmes dele com Bianca.

— Agora acho que temos que ir mesmo. — Comentou dando mais um selinho demorado em meus lábios.

— Sim. — Concordei — Uma moça não devia ficar sozinha com um homem por tanto tempo. — Brinquei arqueando as sobrancelhas — O que dirão?

— Vai que assim me obrigam a casar logo com você! — Piscou.

— Obrigam? — Fingi indignação.

Alexander deu uma risada baixa enquanto pegava minha mão, puxando em direção ao palácio.

Caminhamos com calma enquanto ele fazia carinho na palma da minha mão, em círculos lentos. Assim que chegamos à frente do palácio Alexander colocou meu braço no seu e juntos entramos seguindo até o salão.

— Aí está vocês. — Ian sorria comentou enquanto vinha nos encontrar.

— Fomos tomar um ar. — Alexander explicou me olhando de relance.

— Com certeza. — Ian sorriu e revirou os olhos.

— Filho... — Rei Philliph o chamou, chegando até nós acompanhado de um senhor já de certa idade.

Convocadas - Destinada [COMPLETO]Onde as histórias ganham vida. Descobre agora