Chapter 46: Louco Amor

Começar do início

- Eu-Eu... – gagueja nervoso mexendo em seus cabelos. – Eu queria te contar! Juro! – se aproxima. – Mas sabia que você iria agir da mesma forma que está agindo agora, flor! Fica calma, nada de ruim aconteceu. Eu tô bem! – abre os braços.

- Só que podia acontecer, Jason! Você não vê?! – repreendo batendo em seu peito com força. – Se eu não tivesse vindo até aqui pra te buscar, tenho certeza que só iria sair dali morto! Você não tem limites, nunca teve... Não sabe quando parar, nós dois já percebemos isso.

- Você não tem que se meter nisso, Emma! – começa a se irritar. – Já fez sua vida, está crescendo e sei que em pouco tempo terá seu futuro garantido. Mas e eu? – aponta si mesmo.

– Quero poder fazer o que faço, flor... Porque é nisso que sou bom! Passei a semana inteira aqui, lutando e sim poderia morrer, só que você faz ideia de quanta grana eu fiz? – começa a sorrir fascinado. – Eu finalmente tenho o dinheiro suficiente para alugar um lugar, comprar algumas coisas sem ter que depender de você.

- Você está se ouvindo, Jason?! Nem todo o dinheiro do mundo vale a sua vida! E outra, você nunca dependeu de mim! – afronto. – Eu bem que tentei muitas vezes só que você nunca, nem uma única vez, aceitou minha ajuda!

- É, mas é o que vai acabar acontecendo mais cedo ou mais tarde. Não quero ser assim... – nega como se estivesse com um gosto amargo na boca. – Não adianta, flor. Essa é a única maneira e... – continua tentando me convencer e é ai que minha ficha cai.

Olhando em seus olhos vejo sua convicção. Vejo que talvez nunca consiga convence-lo do contrario, pois Jason foi muito além da teimosia. Toco minha cabeça em derrota e fecho os olhos.

– Jason, eu não aguento mais... – confesso em um suspiro, tentando engolir o choro.

– Eu desisto. Vou embora pra casa e peço, imploro que você também volte, mas não vou mais obriga-lo a nada. Chega! Eu cansei disso... Cansei de você... – me viro de costas indo até Sean.

Ele me acolhe em seus braços de imediato, tirando um pouco da dor que sinto apenas com seu toque.

– Vamos embora, querido... Não tenho mais o que fazer aqui. – soa mais amargo do que planejei.

- Flor... – Jason me chama com pesar. – Por favor... – implora. – tenta entender...

- Entender o que?! – grito não conseguindo mais segurar minhas lágrimas. - Que você quer jogar sua vida fora? Que não me ama o suficiente para se importar e parar com isso tudo? Hein, Jason?! – cuspo as palavras com o coração dolorido.

– Por favor, me diz o que você quer que eu entenda, porque não sei mais o que você quer de mim! – exijo mostrando que estou no meu limite. – Cada vez que te vejo assim meu coração sangra... É como se um pedaço de mim morresse toda vez que o vejo dessa forma, porque eu sei que vai chegar uma hora que um pouco de gelo e alguns pontos não serão o suficiente pra te curar, Jay... Um dia você... – tento dizer, no entanto é demais.

Escondo meu rosto no ombro de Sean, procurando algum consolo. Não vou mentir que nunca pensei no que poderia acontecer com Jason, mas jamais aceitei a ideia de que ele pudesse partir e me deixar. Isso simplesmente é demais... Não consigo nem sequer imaginar minha vida sem ele.

- Tchau, Jay. – murmuro escondendo meu rosto em Sean. Com isso vou embora deixando Jason para trás.

Na volta durmo tranquila nos braços de Sean o caminho todo. Quando finalmente chegamos em Manhattan ele insistiu que voltássemos de taxi, e como estava tarde (e eu estava um caco), aceitei sem discutir. Dormi novamente e só fui acordar quando chegamos em sua casa.

Sempre sua Luce  (COMPLETO)Leia esta história GRATUITAMENTE!