13

4.7K 678 60

  
   Obrigada pelos 20k de views. Suas divas! ❤❤❤

               Maria Luiza Soares

O Fred me beijou! Ele me beijou! Penso colocando a mão nos lábios, sentindo-os inchados e sensíveis.

Querida!—Exclama Nair, quando entro na sala de estar ainda meio aérea. — Cadê o Fred e a Gabriela?

Com todos os acontecimentos eu até havia me esquecido que deixara os dois sozinhos para trás.

Sozinhos.

Fred e Gabriela sozinhos.

Como eu sou burra! É óbvio que a jararaca vestida de grife iria querer ter essa oportunidade de atacá-lo.

—Malu?

—É... Eu vou chamá-los.—Digo girando os calcanhares e voltando para o lugar que protagonizou o nosso primeiro beijo. Meu e do Fred.

Não acredito que estou fazendo isso.

Idiota! Penso, parando imediatamente de andar.

Eu estou confundindo tudo, estou enchendo minha cabeça de suposições em que, certamente, não são verdadeiras.

É lógico que o Fred só me beijou porque ele deve ter visto a Gabriela vindo em nossa direção. E eu na hora pensei que ele estava me beijando por que queria. Por desejo.

Pensamento idiota.

Ilusão.

Eu me iludi, criei espectativas de que eu e Fred pudéssemos realmente fazer com que está farsa fosse tornar realidade. E quando ele me beijou, e eu me vi completamente entregue, eu pensei que nem tudo era mentira.

Ledo engano.

Eu tenho, de uma vez por todas, compreender que isso que temos, é um acordo de benefícios mútuos. Onde ele se livra de um relaciomento sério e eu me polpo dos comentários de minha família.

Sem envolver sentimentos.

Com esses pensamentos, eu volto para sala de jantar, onde encontro Nair já se acomodando em seu lugar.

                           ***

—E, provavelmente, não terá escargô amanhã, filha. Não se preocupe. Agora vai descansar que amanhã você vai ter um dia e tanto!

Ah, mamãe, a senhora, na maioria das vezes, acerta em seus conselhos. Mas não hoje.

Definitivamente, hoje, mamãe não acertou.

Por que? Por que, senhor?

—Mãe, a Malu é alér...—Fred começa, tentando me ajudar, mas eu o detenho, eu tenho que fazer meu papel.  

—Não, Fred. Deixa. —Sussurro,  apertando seu braço.

—Tem certeza? —Pergunta.

—Digamos que você me deve essa. — Sorrio, mesmo que por dentro meu estômago está embrulhado só de pensar em comer essa amoeba.

—O que está acontecendo? —Pergunta Nair desconfiada.

—Nada, Dona Nair. —Respondo.

—Sem Dona, Malu. Sem Dona.

Depois disso ficamos em silêncio, até o Fred puxar assunto com a Gabriela.

—Então, Gabriela, cadê seus pais?

—Papai teve de fazer uma viagem de última hora para Gramado e mamãe o acompanhou. Por isso que ele não vieram.

Ah! Chegaram. —Exclama Nair quando servem os pratos.

Para o meu desespero.

Olho para meu prato, depois olho para o Fred, que também me olha assutado e por fim, encaro as lesminhas  novamente.

Vamos lá. Se é tão caro e tata gente come, não deve ser tão ruim assim. Talvez a Tia Julieta fez tudo errado...

Mas só de imaginar comendo isso...

Vai, Maria Luiza. Encare seu papel!

Pego o talher e suspiro.

—Espere aí.— Fala Fred.—Eu tenho um plano.

—Sem planos hoje, Fred.

—Confie em mim.—Diz se aprumando na cadeira.

Olho pra ele sem entender.

—Mãe, aquele quadro é o da Tarsila do Amaral, não é? O que você arrematou no leilão dos Breyner ?—Fala me deixando ainda mais confusa.

O que está fazendo?

Nair vira o rosto e, com um sorriso de orgulho no rosto, diz:

Sim, filho é ele. Não é lindo, Malu?—Pergunta, ainda vidrada no quadro.

Fred, vendo que sua mãe está distraída olhando para o quadro, ataca meu prato e rouba duas lesminhas enfiando-as na boca.

Você é louco?—Sibilo.— É lindo, Nair.—Falo alto o suficiente.

—Olhe aquele —Diz Nair entretida, apontando para outro quadro.—Foi meu marido que me deu, nós estávamos...

Fred come mais um escargô.

—Mas o quê...—Gabriela vê o que estamos fazendo.

Merda!

Com medo que ela nos dedure, eu faço a primeira coisa que me vem a mente.

Eu jogo uma concha no rosto dela.

—Malu? — A Nair viu. E está me olhando perplexa.

—Sua louca! —Grita Gabriela com um arroxeado se formando na sua testa.

Acho que eu não medi minhas forças.

—Foi sem querer... Querendo!— Falo, fazendo Fred gargalhar.

 

Se neste capítulo tiver 180 estrelinhas, semana que vem, eu postarei dois capítulos.

Então votemmmmmm💕💕💕💕💕

Espero que tenham gostado.❤

Semana que vem tem mais.

Já disse que vcs são demais? Amo ler cada comentário! Continuem comentando, eu amo saber o que estão achando da história❤

Não esqueçam de votar. ;)

Bjos, Laís.❤

Mentira ApaixonanteOnde as histórias ganham vida. Descobre agora