Capítulo 1 - "Sou a Nerd Esquisita"

548 23 9

Pov's Vilu

Aqui estou eu, me arrumando para mais um dia de aula. Meu nome? Violetta Castillo Saramego. Tenho 16 anos, sou crida por minha governanta, pois perdi minha mãe quando nasci e meu pai é um homem muito ocupado e raramente para em casa, mas não o culpo por nada. Sempre trabalhou muito para manter nossa fortuna e me proporcionar a melhor escola e tudo o que quisesse ou precisasse.

Apesar de ser muito rica, prefiro manter todo esse dinheiro em segredo e ficar sendo a nerd do colégio. O motivo? Simples, como eu disse, fui criada por pessoas bem simples que considero minha família, eles sempre me ensinaram a fazer as pessoas gostarem de mim pelo que sou, não pelo meu dinheiro. Sempre gostei de estudar e usar as roupas que me deixam confortáveis, mesmo estando fora de moda.
A essa altura já estou na entrada do meu colégio me preparando para entrar e ser zoada pelo pessoal da escola. Eu confesso que não sei o porquê de ser tão odiada assim. Apenas gosto de me sentir confortável. Muitos falam que é por que eu sou "pobre" e estou naquela escola por conta de bolsa estudos, o que não é verdade, isso me faz ser sozinha, mas eu não ligo! Minha única amiga mora na Inglaterra e nos vemos de 3 em 3 meses, o nome dela é Francesca e ela é a única pessoa que não é da minha família e sabe da minha fortuna.
Assim que entrei na escola Diego veio tirar onda comigo.

- E ai Castillo, como foi a caminhada de hoje? - Disse em tom de deboche

- Foi ótima - Respondi educada

- Eu poderia até te dar uma carona, mas não posso carregar lixo no meu carro - Ele ria

Sai de lá já com os olhos marejados. Todo dia era assim, essa mesma recepção. Sim, eu ia para a escola a pé, eram apenas 20 minutos, e eu adorava fazer a caminhada de manhã.
Eu fui para minha primeira aula, matemática, uma de minhas matérias preferidas. Eu estava na primeira carteira como sempre, pegando meus cadernos e quando voltei meu olhar para o quadro novamente, vi o que eu não esperava. Ele estava conversando com a professora e pelo que pude ouvir, acabara de trocar seu horário, o deixando idêntico ao meu.
É, como vocês podem imaginar, eu sou apaixonada pelo cara mais popular da escola, e adivinhem, ele também me odeia. Não me importo com isso, pois não tenho esperanças de ficar com ele, sei que no máximo posso conseguir um beijo e mesmo assim é algo bem difícil de acontecer por que eu sou a nerd esquisita que nunca sequer beijou um homem.

Pov's León

Olá, meu nome é Leonard Vargas, tenho 18 anos e sou o cara mais popular da escola. Previsível, não? Sim, eu sei! É, eu sou o típico rico, popular e galinha da escola. Eu adoro isso, mesmo sendo chato as vezes.
Sou considerado a pessoa mais rica daquela escola, por isso sou o mais popular. Consigo todas as garotas que quero e jamais recebi um não como resposta. Eu sei que muitos podem achar minha vida perfeita, mas não é. Eu moro com meu pai. Quando eu tinha 10 anos meus pais se divorciaram e minha mãe foi morar com outro cara, me esquecendo de vez. Sim, esquecendo. Ela vinha me ver 1 vez por ano até meus 14 anos, quando ela teve outro filho com esse novo marido.
Poucos sabem dessa minha história, ou melhor, apenas um sabe. Diego. É meu melhor amigo desde sempre. Ele me ajudou no momento mais difícil da minha vida.
Nesse exato momento estou entrando na minha nova turma. Bom, estamos no meio do ano, faltam apenas 7 meses para acabar as aulas, mas tive que mudar de turma pois não aguentava mais a Ludmila e as amiguinhas dela no meu pé. Ludmila foi minha ex-namorada, eu nem sei por que comecei a namora ela, eu só queria sexo.
Quando entrei na sala e fui falar com a professora avistei uma pessoa que não esperava. A Castillo era da minha nova turma. Só espero que ela não tenha todas as aulas iguais as minhas!

- E ai Castillo? Parece que agora tenho a primeira aula com você! - Disse em tom de ironia. Eu já sabia que ela ia se preparar para a zoação.
- Oi Leonard - Disse educadamente. Quando é que ela vai retrucar?? Será que ela não se cansa de ser humilhada??

Eu sei, vocês devem estar se perguntando por que eu quero que ela responda. Eu não sei, só acho que se ela respondesse seria mais interessante, mas ela apenas chora!
A Violetta é a garota mais estranha desse colégio. Ela sempre estudou comigo, e sempre tirei onda com a cara dela. Uma curiosidade é que a mesma não parece ter dinheiro, sempre anda com umas roupas horríveis e não têm amigas. Sempre foi a mais inteligente do colégio, e com isso até conseguiu avançar dois anos na escola. Acho que ela foi a única garota que eu nem sequer beijei. Aah tenho repulsa só de pensar!
- Leonard, pode me dizer qual a resolução dessa equação? - Agora era a professora que falava comigo. A aula já havia começado a algum tempo, porém eu estava imerso em meus pensamentos que nem sabia de que equação ela estava falando.
- Er...a resposta é... _ Graças a Deus nesse momento fui interrompido pelo barulho do sinal. É, a aula já havia acabado.

Pov's Fran

- Aaah é hoje!_ Eu gritava pela casa.
_Para com isso Francesca. Desse jeito vai deixar todos surdos! - Essa é minha mãe Marta (inventei agora shuahsua). Sim, ela está com razão, mas o que posso fazer se estou feliz por que vou morar na mesma cidade que minha amiga.
- Desculpa mãe, mas não posso me conter!
- Filha, não se esqueça que ainda precisamos saber se seu pai realmente será transferido para B.A. - Ela estava sentada tranquilamente no sofá enquanto falava, nem parecia ligar.
- Mãe... - Fui interrompida por meu pai chegando em casa.
- Oi família...tenho ótimas noticias!-Ele trazia um sorriso radiante nos lábios.
- Nós vamos mesmo nos mudar hoje né? - Eu pulava feito uma criança que acabara de ganhar um doce.
- Não filha...pelo contrario! Nós não precisaremos mais nos mudar, eu fui promovido a diretor, mas da unidade daqui. - Foi nessa hora que meu sorriso se desfez.
_Então nós não iremos mais para B.A?- As lagrimas já inundavam meu rosto.
- Desculpe...- Ele mesmo se interrompeu.
- Tudo bem. - Sussurrei em tom de decepção subindo as escadas e me trancando em meu quarto. Eu sei que para vocês podem ser besteira, mas eu queria muito morar perto da minha melhor amiga. Eu e Vilu somos amigas desde o Jardim de infância. Ela é uma garota muito rica, mas não gosta que ninguém saiba. Eu a considero minha irmã e tenho muita pena dela. Até onde eu sei, ela é zoada todo dia na escola, pois a mesma é muito humilde e fica quieta diante as humilhações. Mas não é por isso que eu quero morar perto dela. Como eu disse, Vilu é como uma irmã pra mim, e mesmo que aqui eu tenha amigas, nenhuma se compara a amizade dela...

Pov's Vilu

Eu havia acabado de sair da escola, e agora estava indo em direção a minha casa, até que senti alguém me puxando pelo braço.
Quando me virei fiquei totalmente sem reação.

SorryLeia esta história GRATUITAMENTE!