For every story tagged #WattPride this month, Wattpad will donate $1 to the ILGA
Pen Your Pride

Vinícius

70 3 0

Acordei no meio da madrugada com o som de tosses no corredor.

Me levantei, na ponta dos pés, e saí do quarto, caminhando pelo corredor. Lauren e Hanna estavam sentadas no sofá da sala, conversando baixo.

-Tudo bem? - ambas olharam para mim. Lauren estava com o rosto vermelho e logo começou a tossir.

-A alergia dela atacou. Você sabe se alguém trouxe orquídeas selvagens para dentro de casa? - questionou Hanna. Lauren coçava o nariz constantemente, o deixando mais vermelho do que já estava.

-Tomou um antialérgico? - abaixei em frente às duas e fitei Lauren. Ela discordou, antes de cobrir o rosto para espirrar.

-Eu não ando com antialérgico - sua voz estava nasalada, levemente fanha. Ri baixo e me levantei, olhando para Hanna.

-Nick colheu algumas flores na sexta, mas não sei dizer quais eram - comentei, fazendo o caminho de volta para o quarto. Mexi na minha bolsa, procurando a bolsinha onde deixava os remédios. Minha mãe insistia que eu tinha que andar com, pelo menos, o básico, o que consistia em antitérmicos, antialérgicos e remédio para gripe.

Destaquei dois comprimidos da cartela de antialérgicos e guardei o resto de volta na mala, me levantando do chão. Dei um cutucão em Nick e esperei que ele saísse do modo zumbi.

-O que foi? - murmurou, cobrindo a cabeça. Me levantei e puxei sua coberta.

-Quais eram aquelas flores que você colheu na sexta?

-Orquídeas selvagens - com um revirar de olhos, puxei seu travesseiro e bati com ele em meu rosto - Por quê isso?!

-Lauren é alérgica a essa flor, seu idiota.

-Como eu ia saber? - reclamou, virando-se para o outro lado. Decidi deixar para lá.Não adiantaria nada eu reclamar, mesmo estando certo. Nicholas era tão cabeça-dura quanto eu, então, nossas discussões nunca tinham um vencedor, apenas um empate nunca resolvido.

Antes de ir até a sala, passei na cozinha para pegar um copo d'água. As meninas ainda estavam sentadas no sofá, o nariz de Lauren parecia levemente mais vermelho que antes, talvez, por causa da alergia. Entreguei-lhe os comprimidos e o copo com água, antes de sentar-me ao seu lado.

-Nick colheu orquídeas selvagens e trouxe para dentro. Desculpe por isso - comentei, sem graça. Lauren tomou os remédios com apenas um gole de água, antes de menear a cabeça.

-Tudo bem. Ele não sabe que sou alérgica. Essas coisas acontecem.

-Você poderia ter ficado pior - indaguei, surpreso. Sua calma havia me pego desprevenido.

 -Mas não fiquei. Não se preocupe com isso. Não é a primeira vez que algo assim acontece - Hanna me deu um cutucão e fez um sinal para que eu a seguisse, antes de levantar. Peguei o copo vazio da mão de Lauren e dei a desculpa de levá-lo à cozinha, antes de ir para a mesma.

-Olha aqui, Cianelli, eu quase perdi minha melhor amiga uma vez, se você fizer qualquer coisa que possa deixá-la mal, eu mesma acabo com você - ameaçou Hanna, depois de fechar a porta da cozinha atrás de mim.

-Eu não quero fazer mal nenhum à Lauren.

-Espero que seja verdade, para o seu bem.

Sonho de Açúcar Leia esta história GRATUITAMENTE!