›» Capítulo 22 «‹

1.2K 91 96

Adivinhem quem mal chegou e já vai viajar de novo? Isso mesmo, dona Ana! Mesmo assim, tive um tempo (foi um sufoco, mas tudo bem), e consegui escrever alguma coisa! Espero que gostem desse capítulo, foi uma decisão difícil para o frescurento oxigenado (mentira).

Queria dizer também que postei um novo conto. Provavelmente vai ter apenas 10 capítulos, não sei, mas ele trata de um romance LGBT. É o meu primeiro, e estou beeem receosa com isso. Ele se chama Luna na Lua, e adoraria que vocês dessem uma olhada.

Obrigada e boa leitura <3

-----------------------------------

MaisieLaur: Odeio essa garota. Pensei que você estava na minha, mas percebi que não.

AvaScodd: Vocês formam uma bela dupla, Ben! #shippo

Leaszfosterz: Se ela acha que tem chances, está enganada.

Tive vontade de jogar o meu celular pela janela de casa. A pior coisa é ser acordado por mensagens apitando ao lado do seu travesseiro num final de semana. Deveria ter uma lei proibindo de enviar mensagens às dez da manhã! O que mais me assusta não é nem uma ou duas mensagens, e sim várias, tantas positivas ou negativas. Claro que, em determinados casos, a negativa prevalece, e foi assim no vídeo da Andrea.

Quando postei, imaginei que isso iria acontecer, mas segui a minha intuição mesmo assim. Pessoas elogiaram e foram realistas, enquanto outras só usaram a ignorância para esconder a invídia. Inveja de que eu não sei, talvez seja do seu corpo trabalhado na impecabilidade ou pelo fato de eu dar atenção para a Andie e nem ligar para as outras meninas. Fazer o que, sou um só e não tenho gêmeo, não sou um idiota perturbado que dá atenção para várias enquanto está tendo algum rolo com uma menina em especial. Benjamin era assim antes, agora não. E sim, eu posso chamar isso de "rolo". Na verdade, eu não sei o que tenho com a Andie. Não oficializamos nada, só nos beijamos por aí e gostamos um do outro, e está cedo para decidir algo ou não, né? De qualquer forma, não quero pressa, e agradeço de joelhos no milho quente pela Andrea não ser aquele tipo de garota que fica no pé do tipo: "ei, se você não me der um anel de diamante rosa banhado a ouro do Oriente Médio numa praia no meio do nada na Tailândia com acompanhamento de um jantar a velas que custa o valor dos nossos rins multiplicado por quatro, nosso rolo acaba por aqui". Tive sorte.

AndreaAima para BenLewws: eu vou te matar.

BenLewws para AndreaAima: só se for de beijos.

Gxryzummacch: Esse oxigenado é 100 limites.

As minhas bochechas começam a doer de tanto sorriso que solto. Passo no meu perfil e vou lendo os comentários. A cada dia que passa isso aumenta consideravelmente e eu acho que fizeram macumba para uma coisa dessas acontecer, porque eu mal entrava aqui e agora tudo parece que virou a bomba de Hiroshima e explodiu. Não que eu esteja reclamando, essa foi a primeira bomba que teve um preço bom, mas só me assusta. Pareço uma criança que perdeu a mãe no supermercado e ficou aterrorizado procurando a mesma.

Como de costume, meu celular toca e eu vou relutantemente atender. Espero ouvir uma voz doce e calma me xingando por ter postado o vídeo dela (como se Andie tivesse moral para falar algo. Na verdade tem, mas tanto faz), mas tudo o que eu ouço é uma voz de um pato engasgado tentando me dizer alguma coisa.

— E aí, famosinho — Gary diz animadamente demais para um dia de manhã, ainda mais um sábado. 1) ou ele e a Amber se fundiram num só ou 2) a Amber e ele se fundiram em um só ou 3) as duas opções anteriores, mesmo que dê na mesma. É estranho falar que um amigo seu que sempre disse que nunca namoraria, está com um coleira em volta do pescoço. Isso só mostra o quão irônico tudo é. Primeiro eu (mais ou menos), depois o David com esse negócio da Bailey que até hoje eu não sei qual foi o resultado final, e agora o Gary.

Além do MarWhere stories live. Discover now