72°

2.3K 123 75

Camila sorriu e puxou Lauren para um abraço.

"Você é louca?", Camila disse saindo dos braços de Lauren.

"Sou sim, graças a Deus."

"Por mim, né?"

"Hã?"

"Nada. Vem cá, coloca sua mochila aqui no meu quarto."

"Eu não vou dormir no mesmo quarto que você né?", Lauren disse cruzando os braços e parando na porta do quarto.

"Tá vendo outro quarto pra você dormir aqui? Aqui não é hotel não querida."

"Para Camila, eu não quero, me bota no quarto dos seus pais."

"Vai ficar de cu doce agora, ô, ridícula?", Lauren riu pela resposta mal criada que acabara de receber.

"Ain, grossa. Tava brincando. Eu em.", Lauren colocou a mochila em cima da cama de Camila que estava cheia de roupas jogadas.

"Grossa é minha mão na sua cara. Quer comer alguma coisa?"

"Urum, você.", Lauren disse rindo.

"Cê tá de palhaçada com a minha cara?"

"Tô sim, até parece que eu iria querer te comer né? Me leva até a cozinha que tô com fome."

"Tô com suas pernas por acaso aleijada?"

As duas riram e foram até a cozinha, Camila então preparou um bolo de caneca para Lauren.

Lauren comia enquanto contava tudo que tava acontecendo ultimamente em sua vida. Enquanto Camila tinha um olhar apaixonado e parecia estar nas nuvens.

"Cê ta prestando atenção no que eu tô falando?", Lauren disse indignada.

"Tava reparando nos seus olhos verdes... desculpa."

"Ah pelo amor de Deus né. Tô falando igual uma trouxa aqui.", Lauren se levantou colocando a caneca dentro da pia.

"Trouxa você sempre foi.", Cama disse rindo.

"Escuta aqui, repete, sua palhaça."

"Cala a boca e me beija."

"Não.", Lauren cruzou o braço se encostando na pia.

"Nossa. Sai da minha casa.", as duas riram.

"A gente fica parecendo um casalzinho assim, sabia?", Lauren sorriu.

"Ficaria mais parecido se a gente se beijasse...", Camila disse se levantando e puxa Lauren pela cintura, fazendo com que as duas ficassem coladas uma a outra.

"Se você merecesse.", Lauren sussurrou no ouvido de Camila e sentiu que a jovem estava arrepiada.

E quando estavam prestes a se beijarem o celular de Lauren toca, fazendo ela saltar de susto.

Era sua mãe.

E outras duas mensagens de seu pai.

"Porra. O que eu faço?"

"Daqui que eu atendo.", Camila esticou a mão.

"O que? Tá loucona menina?"

"Me dá logo essa porra, antes que eu dou na sua cara. Eu sei o que eu tô fazendo.", Camila tomou o celular da mão de Lauren.

"Não parece..."

"Shiu, cala a sua boca... alô?"

Lauren não estava confiando muito no que Camila iria fazer.

"Então moça, eu achei esse celular no banco de ônibus. Tentei ir atrás da mulher que havia esquecido mas não deu tempo."

"O que cê tá fazendo ô sua retardada?", Lauren disse baixinho para Camila, e em resposta recebeu um tapa no braço.

"Vou levar esse celular para algum departamento policial pra ver se eles encontram sua filha, fechou? Tchau.", Camila desligou o celular e tirou sua bateria.

"Que isso?"

"Vai ter que ficar um tempo sem celular..."

"E eu vivo de que?"

"Oxigênio, água, comida. Dãr! Para de ser ridícula que você não vai morrer se passar uma semana sem celular, pelo menos agora sua mãe vai parar de ligar."

"Tá ué. Obrigada."

Passaram a tarde toda assistindo Netflix. Lauren teria que ficar confinada dentro da casa de Camila por uma semana, no máximo. Mas ela ligava nem um pouco, pelo menos tinha Camila do seu lado.



gebte amo vocês flw

Online.Leia esta história GRATUITAMENTE!