Capítulo 47

20.3K 1.3K 65

- Não consigo respirar direito - reclamo.

O vestido preto estava tão apertado, que meus peitos estavam quase saltando para fora. Não havia gostado daquela peça de roupa, mas Gabriella insistiu para que eu experimenta-se.
Faço o possível, para poder respirar direito.

- Você tem o busto grande - ela comenta, enquanto me ajuda á soltar o zíper das costas.

- Acho que meu jeans e camisete, ficaria melhor - ela ri, logo anda para ficar de frente a mim.

O lugar não era tão chique, algo que me dava mais aconchego, tinha que retirar os sapatos ao entrar na loja.
O chão, era um carpe vermelho, muito macio e quentinho. Como pobre, eu ficava puxando com os dedinhos do pé.

- Não, óbvio que não. Eu quero que você vai bem vestida comigo, você vai conhecer meu pretendente.

- Tudo bem, tudo bem. Mas que tal algo que me deixa mais preservada? Algo estilo freira? - digo, puxando outro vestido preto longo.

Ela reprova.

- Olha esse que lindo.

Ela caminha até outro vestido, da cor lilás com alguns pingentes vermelho. Minha cara de espanto, fez com que ela coloca-se no lugar.

- Que tal esse? - á atendente vinha trazendo, um vestido maravilhoso. Vermelho com mangas caídas douradas, um broche grande no busto, ao qual disfarçava o volume.
Escolho ele, depois foi a vez de Gabriella achar o seu. Foram as duas horas mais longas, da minha vida. Enquanto eu estava sentada no chão, já com minha humilde roupa.. não havia pessoa que, não me percebesse.

- Quer sentar na poltrona? - uma mulher canrrancuda perguntou, eu neguei.

Gabriella iria me levar no apartamento de Matt, depois do jantar. Me mostraria as coisas dele, até mesmo onde ficava dinheiro. Achei dispensável essa parte.

- Estou bonita mesmo? - Gabriella parecia nervosa. Sua auto-estima havia sido deixada lá na loja.

- Você está radiante!

Ela fica mais aliviada, andamos com nossos saltos estridentes no hall de entrada do restaurante. Uma mulher que conferia os nomes, posicionou-se para nos atender.

- Boa noite senhorita McVay.

- Boa noite Miller.

Entramos sem ao menos, eu precisar manisfestar-me. Glamorosamente Gabriella desfilou, até uma mesa que se encontrava um homem. De uma beleza inacreditável, seus olhos verdes combivam com seu cabelo com de ouro. Seu terno perfeitamente passado, caía sobre seus ombros largos. Quando chegamos pertos, levantou-se...

- Emmanuela - disse-lhe estendendo á mão depois de ele se apresentar..

- Então o que teremos para hoje? - Gabriella pergunta, olhando para o rosto angelical de Derik.

- Hoje eu pedi algo, tradicional - Gabriella sorri desconfortável, enquanto eu agradeço mentalmente por não ter sido algo estranho.

- Para beber?

- Vinho Branco - ele sorri, piscando para ela. - Então Emmanuela, como conheceu Gabriella?

Pensei: Fui contratada para ser babá do irmão dela, um marmanjo insuportável. Mas como todo clichê acabei apaixonada por ele, me meti em confusão, sai da confusão. E agora tô aqui.

- Sou namorada de Matthew - digo.

- Matt, sempre muito bem vindo aqui. Aonde ele está? - Derik pergunta, enquanto um garçom serve o vinho.

Querida BabáOnde as histórias ganham vida. Descobre agora