- Beber ou Morrer -

413 39 71

Apresentando: Fada Verde, personagem de Os Guerreiros de Alquemena  



Muitos que estão à sua volta entoam risadas com o rumo que o conto anterior tomou, mesmo aqueles que chegaram há pouco e não haviam ouvido a primeira história conseguiram se identificar com o personagem. O encanto do fauno Naví ao narrar os episódios que escrevera era justamente este – ele conseguia proporcionar aventuras a todos, independente da hora que chegassem em meio à madrugada.

Você percebe que o círculo em torno da fogueira começa a se apertar e tem alguns integrantes novos. Uma menina de cabelos azuis está ao seu lado, ela lhe parece familiar e está muito atenta aos detalhes do próximo conto. Há um rapaz moreno que observa Naví com entusiasmo, você olha para as mãos dele e nota que estão hábeis desenhando o fauno com lápis coloridos. Do outro lado, cobertas por uma manta de folhas, uma garota de cabelos grandes e enrolados, de olhar gentil, se aproxima para ouvir a história, junto a uma jovem que devia ser a mais nova e entusiasmada ali.

Naví apanha alguns tocos de madeira do chão e alimenta a brasa, com a aproximação da manhã o sereno se condensava em uma névoa gélida, era necessário que todos ficassem aconchegados e quentinhos para o próximo conto. Você sente seu nariz coçar, não deseja um resfriado, mas ele pode ser a consequência daquela longa e adorável noite de histórias. Uma mulher de cabelos louros, simpática e sorridente, lhe pede para ir um pouco mais para o lado, pois mais um convidado chegou, este é um garoto de olhos verdes e cabelo de caracóis – não é a primeira vez que ele ia a uma roda de contos do fauno Naví.

Com uma expressão preocupada, o fauno vê que seu estoque de erva estrelada está pela metade, então opta por não acender seu fumo durante este conto. As mãos dele, grossas, envoltas de folhagens e terra desfazem a trama de palha em torno do pergaminho retirado de sua bolsa, você inspira o frescor da mata e se arrepia com o frio, enquanto o fauno sibila com serenidade as primeiras palavras:

— Ódio é uma palavra forte. E ela sabia disso. - ele narra, os olhos ardendo com as chamas do fogaréu, você para de se distrair e volta seu foco para o conto - Mas vingança é uma palavra sutil. E ela abusava do seu significado...

 E ela abusava do seu significado

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.


Continue a aventura na Amazon! Adquira a história através do link externo.

Este conto traz uma pincelada sobre parte do universo da saga 'Os Guerreiros de Alquemena', explorando alguns seres deste mundo de fantasia. Conheça os personagens em A Bolsa de Contos de Naví e descubra como tudo isso se cruza em 'A Jornada de Lorenai' - o primeiro volume, disponível na Amazon!

Curta a página da saga: http://fb.com/alquemena

com/alquemena

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.
A Bolsa de Contos de NavíLeia esta história GRATUITAMENTE!