Editoras #2 - Introdução

773 109 15





Logo que iniciei minha pesquisa sobre como conseguir uma editora, me deparei com um aparente paradoxo:

Para ser publicado pela primeira vez, você já precisa ser publicado.

A explicação desse conflito reside na pouca atenção que é dada aos escritores não publicados. Esse entrave funciona como um muro alto e sólido: todos são ignorados a menos que consigam, de alguma forma, escalar o muro e serem notados.

Será que realmente somos ignorados? Eu deixo você mesmo chegar a esta conclusão. Numa reportagem de abril de 1999, a Folha de S. Paulo divulgou um experimento feito pelo jornal. Enviaram um texto de Machado de Assis (Casa Velha) para as principais editoras e o texto ou foi recusado ou ignorado.

Esse, entretanto, não é um problema exclusivo do mercado atual de literatura brasileira. É uma característica costumeira do mercado literário de qualquer época e de qualquer país. Grandes escritores como Vladimir Nabokov, Agatha Christie, J.K. Rowling e Stephen King foram, de início, rejeitados por editoras.

Essa barreira, inclusive, não é uma questão singular da literatura. Artistas em geral tem grande dificuldade para serem notados no início da carreira. O exemplo clássico é Van Gogh que foi ignorado por dez anos e se suicidou para um ano depois ser chamado de gênio.

A vemos uma muralha tão grande e sólida na nossa frente, o que fazer?

Existem duas respostas arremessadas aos que ousam mendigar dicas aos editores:

A primeira é investir na qualidade da história. Isso quer dizer escrever uma trama interessante, com personagens interessantes de uma forma interessante. Evitar clichês, ainda mais plágios. Em resumo, escrever um livro bom e original. Esse conselho é derivado de uma máxima do Marketing: "um bom produto se vende sozinho.". Sim a qualidade é importante (e a razão de ser deste GUIA), mas é ingênuo acreditar que só os bons livros terão sucesso comercial. Basta um olhadela na lista dos mais vendidos para confirmar.

A segunda é criar uma plataforma, que significa criar uma presença (física ou em redes sociais) para conseguir um número significativo seguidores e leitores potenciais. É exatamente o que estamos fazendo de forma consciente ou não aqui no Wattpad. E a razão que alguns dos nossos colegas estão sendo publicados. Contudo, mesmo sendo a principal força motriz do nosso mercado (veja o exemplo recente dos livros de youtubers), não acredite que você vai ser publicado imediatamente. Mesmo o grande fenômeno Kéfera precisou ser anônima por três anos até ser notada. E de lá para cá, a concorrência aumentou bastante.

Sendo administrador, eu acredito numa terceira opção. Entender o mercado editorial com profundidade até achar as brechas no muro. O nome dessas brechas é diferenciação. O objetivo dessa seção é, além de te mostrar as regras de etiqueta necessárias e as estratégias que já foram tentadas, te deixar pronto para ser diferente e atrair a atenção das editoras. Não é um caminho fácil, nem rápido, mas é um caminho viável.




***A participação de vocês é imensamente importante! Peço que usem os comentários para críticas, perguntas, opiniões e sugestões de temas. Se gostarem, não deixem de votar e adicionar à sua lista de leitura para não perder os próximos capítulos.


GUIA do Escritor de FicçãoOnde as histórias ganham vida. Descobre agora