Capítulo 60.

2K 146 12

  Semanas depois...

Alice.

   Depois de semanas, tudo foi se acertando. Todo mundo ficou muito feliz por termos voltado, e o Rhuan? Ele ta me ignorando, mais adivinha o quanto eu tô ligando? 0,0000003%. E eu nem sei por que tô tão assim. O Davi me pediu em casamento "de novo" e eu aceitei, agora estou noiva. A gente quer se casar o mais rápido possível, por isso já estamos arrumando algumas coisas pro casamento. Eu nem acredito no que eu tô fazendo, não estava nos meus planos me casar. E se tava, era o último da lista. E olha ele aqui.
Adam está namorando, já foi na casa da menina, pediu o pai dela e tudo mais. Eles são fofos, mais ainda tô tentando achar o que essa menina viu nele. Deve ter sido só a beleza, por que ele é chato pra crlh. Luan também está namorando, e olha só a idade dessas crianças: 13 anos, já acha que pode namorar. Mais enfim..

- Amor.- Davi me chama baixinho, com a cabeça encostada no meu ombro.

- Oi.- Respondo concentrada na TV, mas a campainha toca, antes dele falar. E eu vou atender. Dou de cara com a mulher, que queria falar comigo daquela vez. Ela sorri quando me vê e eu sorrio também.

- Você é Alice, né?- Ela pergunta.

- Sim, sou eu.- Respondo.

- Quem é, amor?- Davi grita da sala, e ela faz uma cara meia surpresa, sei lá e eu não respondo ele.

- Quer alguma coisa?- Pergunto.

- Na verdade sim.. Eu queria conversar um pouco com você. Posso?- Ela pergunta e eu espero mais uma pessoa vir falar comigo de planos funerais que eu não preciso.

- Pode, entrar.- Dou espaço e ela sorri. Pessoas do plano funerário não sorriem tanto. Ela deveria receber mais, só por esboçar sorrisos, por que normalmente os outros vem com uma cara de bunda que só jesus. Ela me acompanha até a sala, e eu vejo o Davi sentado no sofá assistindo TV, ainda, igual estávamos.

- É em particular.- Ela diz baixo perto de mim, pro Davi não escutar.

- Amor.

- Hm.

- Cê pode dar licença pra gente um pouquinho?- Pergunto e ele concorda. Se levanta, da um sorriso pra mulher e depois um selinho em mim, e vai pro quarto.- Senta ai.- Digo desligando a TV e me sentando no sofá também.

- Você deve estar se perguntando o que uma estranha quer tanto com você, não é?- Ela pergunta e eu concordo com a cabeça.- Então, na verdade, você já me conhece..- Ela diz.

- Conheço?- Pergunto.

- Sim, até demais.- Olho pra ela sem entender.- Você... tem uma mãe?- Ela pergunta.

- Madrasta.- Digo, mas continuo sem entender.

- Seu nome é Alice Oliver, não é?

- É, mas.. por que?- Pergunto.

- Olha, eu vou te dizer uma coisa, e.. você promete que vai me escutar?

- Tá, ué.

- Eu.. sou s-sua mãe.

Oi gnt, Cap. Pequeno, mais eu deixei assim, pra dar um suspense, adoro KKKKK

Apaixonados por Acaso (EM REVISÃO)Leia esta história GRATUITAMENTE!